Fique seguro: Saiba as diferenças entre Gripe e Covid-19 - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Notícias Institucionais » Fique seguro: Saiba as diferenças entre Gripe e Covid-19

Fique seguro: Saiba as diferenças entre Gripe e Covid-19


Desde o início da pandemia do novo Coronavírus, várias dúvidas sobre as diferenças entre a já conhecida gripe e a Covid-19 surgiram. Um dos questionamentos mais presentes entre a população é: como saber diferenciar as duas infecções?
 
Causadas por vírus diferentes, a gripe pelo vírus influenza e a Covid-19 pelo SARS-CoV-2, ambas podem apresentar sintomas semelhantes, o que pode dificultar o diagnóstico. 
 
Para resolver essa questão, a médica coordenadora do Serviço de Epidemiologia e Controle de Infecção Hospitalar (SECIH) da Rede Mater Dei de Saúde, Silvana de Barros Ricardo, esclarece essa e outras dúvidas sobre as diferenças entre a Covid-19 e a gripe, confira:  

Como diferenciar os sintomas da gripe dos sintomas causados pela Covid-19?  
A Covid-19, uma infecção viral causada pelo SARS-CoV-2, pode começar com sintomas leves como febre e tosse seca, podendo progredir para uma dificuldade respiratória, que é um sintoma que indica que você deve procurar com urgência um atendimento. Os idosos e pessoas com doenças crônicas, como diabetes e cardiopatias, têm maior risco de evolução de forma grave e, inclusive, de óbito.
 
A gripe, por sua vez, é causada pelo vírus da Influenza, muito comum em períodos de frio e transição de temperatura. Ela pode se manifestar com dor de garganta, febre, coriza, dor de cabeça, tosse, fadiga, mal-estar e calafrios. Esses sintomas geralmente desaparecem após uma semana. No entanto, a tosse, que normalmente surge à medida que a doença progride, pode permanecer por algumas semanas.
 
A médica infectologista ainda ressalta que “em locais onde os dois vírus estão circulando simultaneamente é muito difícil distinguir clinicamente quem é o causador da infecção respiratória do paciente. Assim, a recomendação é manejar os indivíduos com sintomas respiratórios de forma semelhante até que se tenha a definição do diagnóstico, o que só pode ser realizado através de exames laboratoriais específicos.”

É verdade que a gripe afeta o sistema imunológico facilitando o contágio por Coronavírus? 
Não. O grande problema da gripe e do resfriado neste momento é diferenciá-lo da COVID-19, já que muitos deles são indistinguíveis na apresentação clínica.

O que fazer caso esteja com gripe?   
O tratamento consiste, em geral, no alívio dos sintomas. No entanto, ainda que seja comum que as pessoas tratem da gripe em casa sem passar por uma consulta médica, uma vez que os sintomas costumam ser  brandos, é importante destacar, contudo, que a gripe também pode apresentar complicações, como o agravamento de algumas comorbidades – a asma, por exemplo –, além do surgimento de sinusite, otite e até mesmo pneumonias, que podem, inclusive, levar a óbito, principalmente indivíduos imunocomprometidos, crianças e idosos. Portanto, é importante estar atento na presença e evolução desses sintomas respiratórios, bem como no agravamento do quadro e não adiar a procura por assistência médica quando necessário.  

Qual a importância de se vacinar anualmente contra a gripe? Há contraindicações? 
A principal medida para a prevenção da infecção por vírus Influenza é a vacinação. A vacinação ocorre anualmente em razão da grande variedade desse vírus em circulação. Assim, é feito um estudo das variedades que mais circularam nos últimos anos para produzir a vacina do ano seguinte. Quando ocorre coincidência entre as variantes em circulação na comunidade e aquelas contidas na vacina, a imunização pode prevenir a infecção em até 90% dos indivíduos. A vacina contra a gripe é contraindicada para pessoas que apresentam alergia a ovo. Pessoas com quadro febril agudo devem postergar a sua tomada. Quem recebeu a vacina contra COVID-19 deve aguardar 14 dias para se vacinar contra a gripe.

Como prevenir a gripe e a Covid-19?
As formas de se prevenir contra essas doenças e evitar sua transmissão também são semelhantes. Alguns cuidados devem ser tomados:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão e, na ausência desses,  higienizar utilizando álcool em gel 70%;
  • Ao tossir e espirrar, cubra o nariz e a boca utilizando um lenço ou então a parte interna do seu cotovelo (ao utilizar um lenço, descarte-o em seguida e higienize as mãos);
  • Se estiver doente, permaneça em casa;
  • Mantenha os ambientes arejados;
  • Evite tocar nos olhos, boca e nariz com as mãos sem a devida higienização;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como copos, talheres e pratos;
  • Higienize objetos que são manuseados com frequência, como celulares;
  • Mantenha-se a uma distância de pelo menos 1 metro das pessoas que apresentem sintomas dessas doenças;
  • Evite aglomerações em casos de surtos dessas doenças.
 
Vacine-se contra a gripe na Rede Mater Dei de Saúde: 
Por meio do Mater Dei Vacina, a Rede Mater Dei disponibiliza aos seus clientes a vacina de prevenção contra a gripe. Pensando no seu conforto e segurança dispomos do Drive-thru para vacinação através do nosso laboratório, que está localizado na Avenida Barbacena, 1067, Santo Agostinho. Para dúvidas e informações entre em contato pelo número (31) 3339-9010 ou contate-nos pelo e-mail: [email protected]

A Rede Mater Dei oferece atendimento especializado e multidisciplinar
Não negligencie sintomas respiratórios e fique atento às evoluções e agravamentos dos mesmos. Caso apresente alguma complicação, procure atendimento médico. A Rede Mater Dei de Saúde intensificou ainda mais seus protocolos de atendimento e segurança para o atendimento de seus pacientes durante a  pandemia. Foram criados fluxos e ambientes separados que garantem o bem-estar, conforto e segurança dos pacientes, para que não haja riscos de contágio hospitalar por Coronavírus. 
Caso necessite de atendimento, os prontos-socorros das unidades Mater Dei Santo Agostinho, Contorno e Betim-Contagem estão prontos para atendê-lo com segurança. Clique aqui e confira o horário dos médicos nos prontos-socorros.
 
Responsável: 
Silvana de Barros Ricardo
Infectologista e Coordenadora do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar da Rede Mater Dei de Saúde 
CRM-MG: 18459

 


 

Publicado em: 06/05/2021

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Termos relacionados gripe covid-19 dúvidas mater dei

Posts Relacionados

23 Setembro 2021

Taça libertadores: laboratórios da...

Parceria com clube mineiro busca ofertar comodidade e qualidade no atendimento, além de desconto para torcedores
22 Outubro 2021

Premiada na categoria enfermagem, Rede...

Na edição de 2021 o evento congratulou 39 instituições de saúde, dentre elas operadoras de saúde, hospitais e grupos empresariais em diversas categorias. Anunciamos com grande satisfação que a Rede Mater Dei de Saúde foi ganhadora na categoria enfermagem.
27 Setembro 2021

Rede Mater Dei investe em tecnologia...

A Rede Mater Dei de Saúde anunciou hoje a aquisição de 50,1% do capital social da A3Data, uma empresa especializada em dados e inteligência artificial, com foco na transformação cultural e analítica de empresas. Com métodos próprios consolidados e visão de...