Fique atento(a) à sua saúde - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Fique atento(a) à sua saúde


Existem sintomas que não podem esperar uma avaliação médica. Preocupada com a gravidade dos casos não coronavírus que estão chegando nos Prontos-socorros devido à demora em se procurar atendimento médico, a Rede Mater Dei de Saúde faz um alerta de quando é necessário ir ao Hospital.
Se a pessoa for portadora de doenças crônicas ou outra condição preexistente, é importante que as consultas, exames e cirurgias agendadas sejam mantidas, pois, caso contrário, podem acontecer agravamentos e evolução para uma doença mais grave. Fique atento aos sinais do seu corpo.
O presidente da Rede, Henrique Salvador, destaca que há condições clínicas que não devem ser ignoradas e a ida ao Hospital se faz necessária. Para esses casos, as instituições têm que se adequar para garantir a segurança de todos: profissionais de saúde e pacientes, seja os que procuram o Hospital com sintomas da covid-19 quanto aqueles que buscam atendimento em outras especialidades. “Foi o que fizemos nos Hospitais da Rede Mater Dei. A assistência aos pacientes com suspeita de Covid-19 é realizada em áreas separadas com fluxos específicos. São andares de internação exclusivos, alas isoladas nos CTIs Adulto e UTIs Neonatal e Pediátricas com acesso restrito. Como os nossos Prontos-socorros possuem uma ampla área física, criamos acessos separados, desde a entrada do paciente”, finaliza.
Os clientes de outras especialidades também contam com entradas separadas seguindo o padrão de atendimento da Rede Mater Dei, com isso não é necessário ter medo de ir ao Hospital.
Converse com o seu médico e não adie o que pode ser um motivo sério de preocupação.

Conheça alguns dos sintomas que você não pode ignorar:

  1. Dor torácica de início súbito, com duração de minutos;
  2. Sensação de falta de ar iniciada subitamente;
  3. Manter o tratamento oncológico realizado regularmente, tanto o quimioterápico quanto o hormonal;
  4. Consulta oncológica de revisão e realização de exames;
  5. Febre, cansaço, falta de ar e fraqueza extrema;
  6. Qualquer sangramento vaginal na gravidez;
  7. Ultrassom;
  8. Pré-natal, normal e de alto risco;
  9. Dor lombar e ou cervical movimentando-se (irradiando) a dor para os membros inferiores e superiores (lombociatalgia e ou cervicobraquialgia);
  10. Realização de hemodiálises;
  11. Sintomas típicos de Acidente Vascular Cerebral (AVC), como perda de força, formigamento em um dos lados do corpo, boca torta;
  12. Confusão mental, que aconteça de forma súbita;
  13. Retenção urinária;
  14. Ocorrência frequente de hipoglicemias ou episódio de hipoglicemia grave.



 

Publicado em: 16/04/2020

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Termos relacionados mater dei covid 19 cirurgia agendada

Posts Relacionados

06 Abril 2020

Telemedicina Mater Dei: Mais um...

Alguns sintomas necessitam de avaliação médica. Mas nem sempre se pode sair de casa. Para esses momentos, a Rede Mater Dei de Saúde lançou, nesta segunda-feira, 06/04/2020, a Telemedicina Mater Dei.
31 Janeiro 2020

Reprodução Assistida para cadeirantes

Graças aos avanços da Medicina e das técnicas de Reprodução Humana, homens e mulheres cadeirantes têm a possibilidade de realizar o sonho de se tornarem pais ou mães.
28 Setembro 2016

É possível medir quanto “tempo de...

Não há exame capaz de medir a fertilidade feminina, muito menos “quanto tempo fértil a mulher ainda possui”.