Você já sabe as diferenças entre os testes para detecção da Covid-19? - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Imprensa » Você já sabe as diferenças entre os testes para detecção da Covid-19?

Você já sabe as diferenças entre os testes para detecção da Covid-19?

 
A Rede Mater Dei de Saúde disponibiliza diferentes tipos de testes para o diagnóstico da Covid-19. Por esse motivo, várias dúvidas têm surgido a respeito de qual teste é o mais adequado, qual é a precisão de cada um e como é realizado cada exame. Confira as orientações e as descrições abaixo, e fique informado sobre o assunto.
 
Quando devo fazer o exame?
 
Em caso de contato com suspeito:
 
De 5 a 15 dias após o contato, caso tenha sintomas. 
É necessário que o paciente se mantenha em observação clínica e distanciamento social entre 3 a 15 dias, de acordo com orientação médica.

Para realizar os testes:
PCR teste molecular: 5 a 15 dias após o contato; 
IgA/IgM: mais de 10 dias de sintomas;                                               
IgG Coronavírus e Anticorpos totais Coronavírus, indicado para mais de 15 dias de sintomas.  
 
Para simplificar, existem dois grandes grupos anticorpos: as imunoglobulinas das classes M (IgM) e G (IgG). Essas proteínas, fabricadas quando um agente infeccioso invade o corpo pela primeira vez, são uma forma de proteção natural.
 
PCR para coronavírus
 
O exame de PCR para coronavírus informa se você está infectado no momento. Ele é útil para isolar as pessoas infectadas, direcionar o tratamento e rastrear outras pessoas que tiveram contato e estão potencialmente infectadas.
Um resultado negativo não exclui presença da infecção e o positivo pode permanecer por mais de 15 dias em algumas pessoas.
 
Tipo de amostra: swab nasal e orofaringe;
Período indicado: Do 5º ao 10 º dia de sintomas;
Divulgação do resultado: até 72h.
Urgente: 48h 
 
Sorologia
 
A chamada sorologia é o exame capaz de detectar os níveis de anticorpos IgM e IgG ou IgA e IgG no sangue. Ou seja, o resultado do teste diz se a pessoa já teve contato com o vírus SARS-CoV-2 e o sistema imunológico produziu os anticorpos contra a doença. 
 
IgG para coronavírus
 
O exame de IgG e anticorpos totais detecta se você foi infectado pelo coronavírus no passado e desenvolveu anticorpos contra o vírus.
São mais específicos para SARS-CoV-2, isto é, os positivos realmente indicam contato prévio com o vírus, mas não informam por quanto tempo a pessoa estará protegida contra o vírus.
 
Tipo de amostra: coleta de sangue venoso;
Período indicado: a partir do 15º dia de sintoma;
Divulgação do resultado: até 72h.
 
IgA e IgG para coronavírus
 
Este exame detecta anticorpos produzidos pelo organismo contra o coronavírus por métodos sorológicos, ou seja, se você está ou foi infectado pelo coronavírus no passado. Sendo útil para identificar pessoas com imunidade ao vírus e o número de pessoas que foram infectadas numa determinada população. Uma das limitações deste teste é que ainda não está claro se os anticorpos são protetores, quanto tempo dura a imunidade e qual valor ou tipo de anticorpo é protetor. 
Um teste negativo não afasta infecção passada nos primeiros dias de sintomas (até 10 dias), já um teste positivo isolado pode estar relacionado a outras infecções virais.
 
Tipo de amostra: coleta de sangue venoso;
Período indicado: a partir do 7º dia de sintoma;
Divulgação do resultado: até 3 dias.
 
IgM/IgG para coronavírus e teste rápido

O exame de IgA e IgM identifica pessoas com imunidade ao vírus e o número de pessoas que foram infectadas numa determinada população. Pode acontecer de ser positivo na presença de outras infecções virais, sendo assim, não define infecção.
Tipo de amostra: coleta de sangue venoso; 
Período indicado: a partir do 7º dia de sintomas;
Divulgação do resultado: no mesmo dia.
 
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) incluiu a liberação de pagamento dos exames para pessoas com suspeita de infecção, isto é, pessoas que apresentarem sensação febril ou febre, coriza e dor de garganta ou dificuldade respiratória.
 
Para garantir a segurança de todos, a Rede Mater Dei de Saúde adotou fluxos separados para pacientes das demais especialidades dos pacientes com sintomas respiratórios, em todos as unidades da Rede. 
O Laboratório da Rede conta com o novo serviço de Drive-Thru para coleta de exames laboratoriais e vacinas, proporcionando ainda mais comodidade e segurança no momento da coleta. Para mais informações sobre valores e cobertura de convênios, ligue para (31) 3339-9010. 
 
Na Rede Mater Dei, exames realizados de maneira particular não necessitam de pedido médico.
 

 

Publicado em: 10/07/2020

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Termos relacionados covid 19 mater dei exames

Posts Relacionados

12 Agosto 2020

Equipe de cirurgia de tórax inaugura...

A Rede Mater Dei de Saúde busca sempre se inovar e incorporar novas tecnologias para garantir a melhor assistência aos pacientes. Por isso no dia 07 de agosto, realizou, no Mater Dei Santo Agostinho, as primeiras Ecobroncoscopias (EBUS) em estadiamento do mediastino.
09 Julho 2020

Doenças respiratórias comuns no...

Com a chegada do inverno cresce a preocupação e os cuidados com as chamadas doenças respiratórias sazonais, que são muito comuns nesta época do ano. O tempo mais frio e seco, com baixos índices de umidade relativa do ar, e a poluição, contribuem para aumentar...
10 Julho 2020

Você já sabe as diferenças entre os...

A Rede Mater Dei de Saúde disponibiliza diferentes tipos de testes para o diagnóstico da Covid-19. Por esse motivo, várias dúvidas têm surgido a respeito de qual teste é o mais adequado, qual é a precisão de cada um e como é realizado cada exame. Confira as...