Semana Mundial de Conscientização sobre o uso de Antimicrobianos - Projeto Stewardship Brasil - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Notícias Institucionais » Semana Mundial de Conscientização sobre o uso de Antimicrobianos - Projeto Stewardship Brasil

Semana Mundial de Conscientização sobre o uso de Antimicrobianos - Projeto Stewardship Brasil

Entre os dias 18 e 24 de novembro, foi realizada, na Rede Mater Dei a Semana Mundial de Conscientização sobre o Uso de Antimicrobianos, promovida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Com o tema “Unidos para preservar os antimicrobianos”, a campanha teve como objetivo aumentar a conscientização global sobre a resistência microbiana, além de incentivar as melhores práticas para prevenir o desenvolvimento e a propagação de infecções resistentes aos antimicrobianos. Vale ressaltar que a campanha também abrange outras áreas além da saúde humana, como a saúde animal e a agricultura.
 
A diminuição ou perda da eficácia dos antimicrobianos para curar ou prevenir infecções tem várias causas, sendo uma delas o consumo inadequado desses medicamentos. Más práticas de prescrição médica, a falta de adesão dos pacientes a tratamentos (interrupção do uso da medicação) e a automedicação são fatores que contribuem diretamente para o aumento da resistência antimicrobiana. 
 
De acordo com a OMS, as ações não forem tomadas, estima-se que até 2050 a resistência microbiana causará, anualmente, a perda de 10 milhões de vidas em todo o mundo, além de um prejuízo econômico de 100 trilhões de dólares. A OMS alerta, ainda, sobre outro agravante: o uso indevido de antibióticos durante a pandemia de Covid-19 pode levar à aceleração do surgimento e disseminação da resistência microbiana.
 
Rede Mater Dei e o uso de antimicrobianos
 
Atenta a essa questão, a Rede Mater Dei implementou em 2017 um programa abrangente de gestão clínica do uso de antimicrobianos que busca promover a seleção do regime farmacológico ideal a fim de alcançar os melhores desfechos clínicos para os pacientes e a redução do consumo total destes medicamentos. Três condições clínicas muito frequentes e/ou de elevada morbidade foram selecionadas para avaliar os impactos assistenciais obtidos com a implementação do programa. 
São elas: infecção do trato urinário, pneumonia adquirida na comunidade e sepse. Após três anos do início do Programa, já podemos colher os frutos do trabalho. As intervenções realizadas permitiram a melhora da adesão dos médicos aos protocolos clínicos definidos na Rede, a otimização do tempo total de tratamento, muitas vezes desnecessariamente prolongado, a mudança precoce para a terapia oral, quando possível, e a maior utilização de estratégias para aumentar a sensibilidade/especificidade diagnóstica. Isso permitiu reduzir significativamente o tempo de internação desses pacientes, sem impacto nas taxas de falha de tratamento. Impactos no perfil de resistência microbiana, contudo, requerem um tempo maior de avaliação.
 
 

 

Publicado em: 24/11/2020

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Posts Relacionados

22 Outubro 2021

Premiada na categoria enfermagem, Rede...

Na edição de 2021 o evento congratulou 39 instituições de saúde, dentre elas operadoras de saúde, hospitais e grupos empresariais em diversas categorias. Anunciamos com grande satisfação que a Rede Mater Dei de Saúde foi ganhadora na categoria enfermagem.
27 Setembro 2021

Rede Mater Dei investe em tecnologia...

A Rede Mater Dei de Saúde anunciou hoje a aquisição de 50,1% do capital social da A3Data, uma empresa especializada em dados e inteligência artificial, com foco na transformação cultural e analítica de empresas. Com métodos próprios consolidados e visão de...
04 Dezembro 2020

Coordenador do serviço de...

O Coordenador do serviço de Otorrinolaringologia do Mater Dei Santo Agostinho, Tiago Vasconcelos, participou de congressos de Otorrinolaringologia no último mês.