Saiba quais os principais tipos de cânceres entre as mulheres e previna-se - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Notícias Institucionais » Saiba quais os principais tipos de cânceres entre as mulheres e previna-se

Saiba quais os principais tipos de cânceres entre as mulheres e previna-se


É fundamental aproveitar o mês do Outubro Rosa para lembrar e falar da saúde da mulher, afinal, de 10% a 15% dos cânceres no geral estão relacionados a uma doença hereditária, ou seja, a pessoa tem uma história familiar e recebe um gene chamado patogênico que vai causar uma predisposição a uma maior incidência daquele câncer em específico. Nas mulheres, o principal e mais conhecido é o BRCA1 e BRCA2 que aumenta muito a incidência de câncer de mama, atingindo um risco de 75% à 80% das mulheres que são portadoras desse gene podem desenvolver o câncer de mama e de ovário em cerca de 35% a 40%. 

 

Conheça quais são os principais tipos de câncer que acometem as mulheres:

 

O primeiro é o câncer de mama, com maior ocorrência, e cerca de  60.000 mil casos por ano no Brasil e 6.000 em Minas Gerais. Conheça os sinais e sintomas que geralmente pode ser percebido em fases iniciais:

 
  • Alterações no bico do peito (mamilo);
  • Nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor: é a principal manifestação da doença, estando presente em cerca de 90% dos casos quando o câncer é percebido pela própria mulher;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
  • Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço;
  • Saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos;
  • Esses sinais e sintomas devem sempre ser investigados por um médico para que seja avaliado o risco de se tratar de câncer;
  • É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que possível e façam o autoexame. 
 

A partir dos 40 anos, as mulheres devem realizar anualmente a mamografia, exame que permite a identificação de lesões não palpáveis.

 

Enaldo Lima, oncologista e coordenador do Hospital Integrado do Câncer da Rede Mater Dei de Saúde destaca uma grande novidade anunciada recentemente sobre o tratamento do câncer de mama: “Houve um desenvolvimento muito grande dos estudos dessa área, desde a descoberta deste gene (BRCA1 e BRCA2) em 1993-1994. Em 2021 foi apresentado um estudo no Congresso Americano de Oncologia Clínica relacionado ao tratamento das mulheres com câncer de mama com esse gen, onde  é utilizada uma medicação chamada de inibidor parp, que faz a correção do dano no DNA, fazendo a reparação do gen, esse medicamento quando utilizado por um ano após a cirurgia e a quimioterapia, aumenta muito a sobrevida livre de recaída, aumentando também a taxa de cura nesses tumores que têm a mutação do BRCA1 e BRCA2”, afirma o médico. Assim como esse mesmo gene mutado  aumenta o risco de câncer de ovário, sobretudo nas mulheres acima dos 40 anos.

 

O segundo tipo mais comum de câncer nas mulheres é o ginecológico. Os mais comuns são: os tumores de colo de útero e o  de endométrio.

 

O câncer de colo de útero hoje é o terceiro câncer mais incidente entre as brasileiras, com mais de 16 mil novos casos por ano e alta mortalidade (cerca de 30%). No entanto, é passível de prevenção. Isso porque mais de 95% dos casos estão relacionados com a infecção por HPV, que pode ser praticamente extinta com a vacinação.

 

O câncer de endométrio é um tumor muito comum nas mulheres menopausadas, alguns dos fatores são o envelhecimento do tecido, algumas causas relacionadas a medicamentos, obesidade e diabetes.

 

Outro câncer que acomete as mulheres é o de tireóide, dentre os fatores de risco para esse tipo de câncer estão o histórico familiar e a exposição à radiação. Na última década, a incidência do câncer da tireoide em todo o mundo cresceu 10% em todas as faixas etárias.

 

Com o envelhecimento da população, também houve um aumento nos casos de câncer de intestino (cólon e reto) em todo o mundo. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) em 2020 a estimativa ultrapassou 40 mil novos casos da doença. Apesar do exame de rastreamento (colonoscopia) ser indicado a partir dos 45 anos de idade, as mulheres precisam ficar atentas aos sinais e sintomas que podem indicar câncer colorretal:

 

  • Presença de sangue nas fezes;
  • Alteração do hábito intestinal (diarreia e prisão de ventre, alternados);
  • Dor ou desconforto abdominal, fraqueza e anemia;
  • Perda de peso sem caso aparente;
  • Alteração na forma das fezes (fezes afiladas ou em fita);
  • Presença de massa (tumoração) abdominal;
  • Pesquisa de sangue oculto nas fezes positiva. 
 

Outro com grande incidência é o câncer de pulmão, considerado um dos tipos de câncer mais agressivo, e também o mais fácil de ser evitado, pois o principal fator de risco para a doença é o tabagismo. Os sintomas da doença incluem tosse, que pode vir acompanhada de sangue, dores no peito e perda de peso. Eles não costumam aparecer até que o câncer esteja em estado avançado, o que dificulta o tratamento. Para ficar longe do câncer de pulmão, a principal recomendação é não fumar.

 

Hospital Integrado do Câncer

 

O Hospital Integrado do Câncer, situado no Mater Dei Contorno, é um modelo referência que acolhe os pacientes em um momento delicado, tendo como foco o tratamento oncológico individualizado e humanizado. O HIC possui uma das certificações internacionais de qualidade em saúde mais respeitadas no mundo, a Joint Commission Internacional (JCI), garantindo segurança e qualidade. 

O Hospital está inserido em uma estrutura hospitalar multidisciplinar e de multiespecialidades, reunindo em um só lugar profissionais das equipes de Hematologia, Medicina Diagnóstica, Oncologia, Radioterapia, entre outras.

 

Unidades de atendimento ao paciente oncológico: 

 
  • Hospital Integrado do Câncer: Rua Uberaba, 900, Barro Preto - Belo Horizonte/MG
  • Pronto-socorro do Mater Dei Contorno: Avenida do Contorno, 9000. 
  • Pronto-socorro do Mater Dei Betim-Contagem: Via Expressa de Betim, 15500 - Duque de Caxias, Betim/MG.
 


 

Publicado em: 18/10/2021

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Posts Relacionados

20 Junho 2017

Mais Saúde Mater Dei oferece...

A educação para o paciente diabético é fator relevante para o controle ideal da doença, sendo o trabalho multidisciplinar de grande valor no que tange aos aspectos biopsicossociais da doença.
12 Março 2021

A Rede Mater Dei de Saúde agradece a...

No dia 08 de março foi comemorado o dia das mulheres. Um dia para lembrar como as mulheres crescem e se fortalecem todos os dias, para celebrar as conquistas femininas e agradecer por toda a contribuição e diferença que elas fazem na sociedade.
29 Maio 2019

Mater Dei alerta para o risco do...

O tabaco é uma das principais causas de doenças cardiovasculares e oncológicas do mundo, com predominância do câncer de pulmão, que deve acometer mais de 31 mil homens e mulheres no Brasil somente no biênio 2018-2019