Saúde da mulher - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Saúde da mulher

Desde quando foi inaugurado, em 1980, a Rede Mater Dei de Saúde tem a preocupação de oferecer às mulheres um atendimento personalizado e focado em suas necessidades. Conforme o Hospital expandiu e se constituiu a Rede, novos serviços foram incorporados e estão à disposição das pacientes. A Rede Mater Dei de Saúde reúne os principais serviços voltados à saúde da mulher. Ginecologia, obstetrícia, mastologia, densitometria óssea e reprodução humana são os cuidados do Mater Dei para o auxílio ao bem-estar feminino. Conheça os serviços: 
  • Ginecologia e Obstetrícia
    • A equipe de Ginecologia e obstetrícia da Rede Mater Dei de Saúde oferece às pacientes um acompanhamento personalizado durante as principais fases da vida. Com profissionais altamente qualificados, a equipe está preparada para cuidar da mulher e prestar a ela o atendimento que for necessário.

      O Mater Dei é referência no atendimento de ginecologia e obstetrícia. Atualmente, o Pronto-socorro do Mater Dei Santo Agostinho conta com médicos especialistas de plantão, preparados para atender emergências na área. Além disso, estão disponíveis todos os recursos e exames necessários, desde um simples exame de sangue até uma complexa tomografia. 

      “Se, antigamente, o bom obstetra era reconhecido por ser chamado em casos extremos para salvar a vida da mãe, passando por um segundo momento, em que teria que salvar a vida de mãe e filho, hoje, falamos em equipe multidisciplinar apoiada por uma estrutura hospitalar adequada que ofereça segurança a mãe e filho, que terão não só as suas vidas resguardadas, mas um compromisso de oferecer ao mundo seres humanos com seu potencial resguardado”, explica a coordenadora do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia, e vice-presidente operacional, assistencial e diretora Clínica da Rede Mater Dei de Saúde, Márcia Salvador Géo. 
  • Ginecologia Oncológica
    • Atenta ao aumento da incidência do câncer na população brasileira, a Rede Mater Dei de Saúde investe em estrutura física, tecnológica e humana para atendimento aos pacientes oncológicos. Desde 2013, a Rede disponibiliza o check-up oncológico, para  o rastreamento do câncer na fase assintomática ou inicial. E, em 2015, a Rede inaugurou o Centro de Oncologia no Mater Dei Contorno, seguindo padrões de referência mundial para garantir conforto, praticidade e segurança aos pacientes. Mesmo ano em que foi inaugurado o Pronto-socorro Oncológico, sendo o primeiro de Minas Gerais e o segundo do país. O serviço conta com uma equipe médica multidiscilplinar, dedicada a receber pacientes com emergências oncológicas, advindas do tratamento ou evolução da doença, que poderiam oferecer risco iminente de complicações graves caso não fossem atendidas imediatamente. 

      Nas mulheres, o câncer de mama é o mais comum, mas em se tratando de Oncologia ginecologia, o câncer de colo e útero e de ovário são os que mais preocupam. Por isso, o acompanhamento médico é fundamental para prevenção e detecção precoce da doença, para definição do tratamento. A Rede Mater Dei de Saúde dispõe de uma infraestrutura completa e necessária para realização do diagnóstico e tratamento avançados para o câncer de ovário. O Hospital conta com profissionais especializados no aconselhamento genético, além de equipe capacitada para acompanhar distintamente cada caso com apoio aos familiares.
  • Obstetrícia de alto risco
    • É considerada gravidez de alto risco, aquela que, por variados motivos, apresenta uma probabilidade mais elevada de acarretar em complicações que podem prejudicar a boa evolução do feto ou colocar em risco a vida da mãe. 
      A Rede Mater Dei de Saúde dispõe de todos os recursos necessários para auxiliar a mãe durante a gestação e, desde o pré-natal busca confirmar ou informar de forma precoce a existência destes problemas, até o momento do parto.

      Para maior comodidade e segurança da mãe, o Mater Dei possui os modernos equipamentos para que ela possa realizar todos os exames solicitados por seu médico ao longo da gravidez e, dessa forma, evitar maiores complicações. Segundo Carlos Henrique Mascarenhas, coordenador clínico da Unidade de Medicina Fetal do Mater Dei, nos três trimestres da gravidez, a mulher é submetida a vários testes para avaliar sua própria saúde e para rastrear infecções que podem ser transmitidas para o bebê.
  • Núcleo do Assoalho Pélvico
    • Em junho de 2015, a Rede Mater Dei de Saúde reuniu em um só lugar uma estrutura de apoio e de diagnóstico, uma equipe de referência composta por médicos, fisioterapeutas e outros profissionais especializados em atenção à saúde. Trata-se do Mais Saúde Mater Dei,  um espaço diferenciado para continuidade do cuidado, para avaliação e acompanhamento de pacientes crônicos e atendimento de situações clínicas altamente específicas e com baixa oferta na cidade. 

      Um dos serviços oferecidos é o Núcleo do Assoalho Pélvico, que tem como abordagem o cuidado multidisciplinar para pacientes com incontinência urinária e fecal e prolapso genital (conhecido como queda do útero, da bexiga, do intestino, ou à rotura perineal).  O assoalho pélvico forma o "chão" da nossa pelve (bacia), sendo que sua parte mais superficial é o períneo, região entre a vagina e o ânus na mulher. Sua função é apoiar os órgãos pélvicos (bexiga, útero e o final do intestino) e manter a continência, isto é, não deixar sair, sem querer, urina, gases ou fezes.

      Hoje sabemos que as causas das disfunções do assoalho pélvico são inúmeras e se acumulam ao longo da vida da mulher. Desde uma tendência genética de um colágeno menos resistente, passando pelos esforços repetidos ao longo da vida - como forçar a evacuação, exercícios de impacto, tosse crônica, obesidade, as gestações e os partos, menopausa e senilidade que fragilizam o colágeno pélvico feminino. “É de suma importância que as mulheres se conscientizem do que é seu assoalho pélvico, para protegê-lo durante as diversas fases da vida, evitando doenças futuras e obtendo uma melhor qualidade de vida ao longo dos anos”, explica Márcia Salvador Géo, coordenadora dosServiços de Ginecologia e Obstetrícia e daUnidade de disfunções do assoalho pélvico da Rede Mater Dei de Saúde. 
  • Endometriose 
    • Estima-se que 10% das mulheres em idade reprodutiva sofram de endometriose. Por isso, é importante que a doença seja descoberta em fase inicial, para evitar seus efeitos sobre a qualidade de vida e o sobre o futuro reprodutivo da mulher. 

      Pacientes com suspeita de endometriose, cólicas menstruais muito fortes e que vêm piorando com o tempo, dor durante a relação sexual, dor para evacuar no período menstrual deverão ser avaliadas pelo ginecologista. Já as mulheres com diagnóstico de endometriose, e que estejam tentando engravidar, devem passar pela avaliação com o especialista para orientações e tratamento adequados. Ambos os serviços estão disponíveis na Rede Mater Dei de Saúde.

      Segundo Carlos Henrique Mascarenhas, um dos coordenadores do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia da Rede, “a escolha do tratamento depende do objetivo: alívio da dor, promoção da fertilidade, preservação da capacidade reprodutiva. Existem medicações que podem trazer alívio da dor e dificultar a progressão da doença. A cirurgia pode ajudar no alívio da dor e promoção da fertilidade. Quando não é possível restaurar a função dos órgãos reprodutivos, a alternativa são as técnicas de reprodução assistida”.
  • Medicina Fetal 
    • Essa diretriz da medicina, disponível na Rede Mater Dei de Saúde, trabalha com acompanhamento detalhado da gestação e o possível tratamento do feto. Trata-se de uma especialidade que não é tão conhecida, mas que é responsável por analisar o bom desempenho do feto, por meio de exames de ultrassonografia obstétrica, em que podem ser identificadas patologias cromossômicas, genéticas, além de doenças hemolíticas e alterações cardíacas no feto.

      A medicina fetal auxilia muito no acompanhamento da gestação, por conseguir diagnosticar problemas da saúde fetal, por meio de exames como biópsias e até mesmo cirurgias fetais. A partir da décima primeira semana da gestação pode ser feito o rastreamento que é capaz de indicar, indiretamente, se o bebê pode ter síndromes. Os exames disponíveis no Hospital podem impedir o óbito do feto e iniciar o tratamento das patologias ainda durante a gravidez. 
  • Mastologia
    • O câncer é a doença mais preocupantes da atualidade, sendo o câncer de mama responsável por mais de 22% novos casos da doença a cada ano, segundo informações do Instituto Nacional do Câncer - Inca e a principal causa de morte da população feminina brasileira. A Rede Mater de Saúde investe em equipamentos modernos, médicos especialistas para a realização dos exames, atendimento individualizado e exames de mamografia com entrega imediata dos resultados. Para, dessa forma, conseguir reunir todos os esforços para detectar o tumor o mais precocemente possível, aumentando a chance de cura definitiva.

      Em 2016, para comemorar os 30 anos do Serviço de Mastologia do Mater Dei cuidando da saúde da mulher, a Rede investiu no que existe de mais avançado para a detecção do câncer de mama: a Mamografia Digital DR de última geração. O aparelho conta com a opção da Tomossíntese, um exame que permite acrescentar à mamografia habitual uma série de imagens 3D, em múltiplos ângulos, colaborando para um diagnóstico mais preciso e seguro. De acordo com um dos coordenadores do Serviço de Mamografia da Rede Mater Dei de Saúde, o médico Jairo Coelho, com essas imagens em cortes ou fatias, cada parte da mama pode ser vista separadamente, facilitando a diferenciação entre tumores e tecidos normais. 

      “As principais características dessa nova tecnologia são a possibilidade de redução significativa da sobreposição dos tecidos mamários, diminuindo os achados duvidosos nos exames mamográficos e, principalmente, o aumento na detecção de lesões malignas nas mamas densas, onde os tumores podem estar escondidos pelas próprias glândulas mamárias. As imagens adquiridas mostram os tumores com mais detalhes em relação à forma, limites e tamanho das lesões”, explica o médico. 
  • Densitometria óssea
    • Com o objetivo de oferecer atendimento diferenciado e mais especializado ao público feminino, a Rede Mater Dei de Saúde ampliou o Serviço de Densitometria e inaugurou, em 2016, uma nova sala de exames no Mater Dei Contorno, equipada com o densitômetro projetado para avaliar, além da massa óssea, a composição corporal dos pacientes. 

      A tecnologia permite discriminar a quantidade de gordura dentro do abdome e subcutânea, respectivamente, a gordura visceral e a periférica. Outra novidade é a avaliação da massa muscular, que pode ser medida e monitorada ao longo do tempo. ”Estes recursos permitem avaliar pacientes submetidos a condicionamento físico e atletas. O excesso de treinamento, conhecido como overtrainning, causa perda de massa muscular. Portanto, pessoas que iniciam treinamento físico e dieta para perda de peso, podem ter os resultados reais do trabalho desenvolvido, além de prevenir a perda de massa muscular. Idosos e portadores de doenças crônicas, HIV e câncer também podem sofrer com a perda de massa muscular. Nestes casos, o exame, considerado padrão-ouro na avaliação da composição corporal, supera a bioimpedância na determinação regionalizada de músculo e gordura” explica o coordenador do Serviço de Densitometria Óssea da Rede Mater Dei de Saúde, Bruno Muzzi Camargos. 

      Dessa forma, estão à disposição das pacientes dois aparelhos capazes de avaliar massa óssea, qualidade óssea e composição corporal, operados por médicos certificados em densitometria clínica. 
  • Reprodução Humana
    • Nos últimos anos, a Rede Mater Dei de Saúde também investiu nas mais variadas técnicas de reprodução assistida para dar mais oportunidades para a mulher que deseja ter filho.O Centro de Reprodução Humana coloca à disposição dos médicos e pacientes equipamentos modernos que atendem a tratamentos de alta complexidade, como estufas com câmeras de acompanhamento do desenvolvimento embrionário, laser para eclosão assistida, estufas com compartimentos individuais e controle de gases para cada paciente. 

      Todas as etapas e procedimentos referentes à reprodução humana são realizados integralmente por uma equipe especializada.  Um importante diferencial do Centro é estar instalado dentro do Mater Dei Santo Agostinho. “Ter uma sala de procedimentos exclusiva, dentro do ambiente cirúrgico, com acesso direto ao laboratório, permite a execução de todo tipo de técnica necessária para o sucesso no tratamento. Além de obedecer às normas de segurança recomendadas para o atendimento e oferecer mais atenção aos pacientes”, explica a coordenadora do Centro de Reprodução Humana da Rede, a médica Rívia Lamaita. 

      Especialista em reprodução humana, Rívia esclarece que a reprodução assistida é indicada para pessoas que não conseguiram engravidar após um ano de vida sexual ativa, sem utilizar métodos contraceptivos. “Um casal saudável, sem uso de método anticoncepcional, com uma frequência mensal de seis relações sexuais e, principalmente, mulheres de até 35 anos, apresentam cerca de 25% de chance de alcançar uma gravidez em cada ciclo menstrual. Após um ano de tentativa, 15 a 20% dos casais não alcançam esse objetivo e permanecem inférteis, caso em que é recomendado buscar ajuda profissional”, complementa.
  • Check-up feminino
    • A Rede Mater Dei de Saúde também alerta sobre a importância dos cuidados com a saúde e de se fazer exames regulares específicos ao público feminino. O check-up feminino é uma avaliação ampla e abrangente que deve ser individualizada e personalizada para alcançar os objetivos finais que são a melhoria da qualidade de vida e da sobrevida da mulher. “A realização de um check-up médico periódico possibilita a detecção precoce de algumas doenças silenciosas, além de estratificar o risco de determinadas doenças com objetivo de preveni-las”, explica a coordenadora médica do Check-up da Rede Mater Dei de Saúde, Carla Tavares. 

Serviços para a mulher - Rede Mater Dei de Saúde

Mais Saúde Mater Dei: (31) 3339-9595.
Check-up: (31) 3339-9563 e 3339-9287.
Central de Marcação de Exames: (31) 3339-9800
Centro de Oncologia: (31) 3401-7490
Centro de Reprodução Humana: (31) 3339-9495

Posts Relacionados

08 Março 2017

Saúde da Mulher: investimento constante

Dentre mais de quatro mil médicos na Rede, 45% é composto por mulheres. Dos mais de 2.500 colaboradores, elas já chegam a 80%. Além disso, 56% dos clientes que passaram pela Rede em 2016 são mulheres. Para elas, os investimentos em melhorias são constantes.
29 Agosto 2016

A Rede Mater Dei de Saúde investe em...

O Hospital Integrado do Câncer Mater Dei investe no atendimento integral e personalizado da mulher com câncer ginecológico, com equipes multidisciplinares.
15 Março 2017

Incontinência Urinária em Mulheres

A grande maioria, senão todas as mulheres, irão ter ou tiverem algum episódio de perda de urina involuntária. Quando as perdas impactam as atividades sociais, sexual ou familiares, é hora de procurar um especialista.