Unidade de Transplante de Medula Óssea - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Transplante de Medula Óssea

Estrutura física completa para realização de todas as etapas do TMO


A Rede Mater Dei de Saúde conta com mais uma novidade para auxiliar o tratamento de pacientes oncológicos e aumentar as chances de cura da doença. Inserida no Hospital Integrado do Câncer Mater Dei, a Unidade de Transplante de Medula Óssea (TMO) foi idealizada com o objetivo de oferecer estrutura completa e profissionais preparados para realização de todas as etapas do procedimento. “A disposição integrada permite que o paciente tenha acesso a uma estrutura diferenciada com apoio diagnóstico ágil e confiável, além do cuidado assistencial da equipe multidisciplinar experiente no atendimento adulto e pediátrico para oferecer aos pacientes segurança, precisão e tranquilidade”, explica Patrícia Fischer, coordenadora do Serviço de Hematologia da Rede.

Devido à carência de serviços de referência em transplante de medula óssea em Belo Horizonte e região metropolitana, a Rede Mater Dei de Saúde investiu em uma das mais sofisticadas unidades de TMO do país. Criada para atender de forma integrada e completa à crescente demanda dos pacientes oncológicos, a Unidade de Transplante de Medula Óssea inclui avaliação pré-transplante; mobilização, coleta e preservação de células progenitoras hematopoéticas; administração de quimioterapia em altas doses; infusão das células progenitoras; suporte clínico e intensivo durante o período de aplasia medular; e suporte ambulatorial pós-transplante.

Com capacidade de oferecer todas as modalidades de transplantes, a Unidade de TMO da Rede Mater Dei conta com sete leitos especiais que foram cuidadosamente projetados dentro dos padrões internacionais de qualidade. Todos os quartos possuem ar-condicionado especial, filtros de ar, sistema de pressão positiva, reservatórios próprios de água que contam com esterilização periódica das canalizações, além de outros cuidados. “Essa estrutura foi idealizada e construída seguindo o mais alto padrão de qualidade para receber pacientes oncológicos de altíssima complexidade, garantindo que eles sejam atendidos da melhor forma possível e contribuindo com o sucesso do transplante”, explica a médica e responsável técnica do Serviço de TMO da Rede, Priscila Arcebispo.


O procedimento


A medula óssea é o segundo maior órgão do corpo humano. Localiza-se no interior dos ossos e é responsável pela produção e manutenção das três linhagens celulares que compõem o sangue periférico: as hemácias ou glóbulos vermelhos (responsáveis pelo transporte de gases no sangue, em especial o oxigênio), os leucócitos ou glóbulos brancos (que constituem o sistema de defesa) e as plaquetas (fundamentais no processo de coagulação do sangue).

Atualmente, o Transplante de Médula Óssea pode ser classificado em três tipos. O autólogo é aquele no qual a fonte de células progenitoras é o próprio paciente, enquanto no alogênico o doador é um familiar, um desconhecido (REDOME - Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea) ou a doação acontece através do sangue de cordão umbilical (bancos de sangue de cordão umbilical). Ainda há o transplante singênico, no qual o procedimento é feito entre irmãos gêmeos univitelinos. 

As diferentes modalidades de TMO podem ser indicadas em casos de doenças oncohematológicas, hematológicas, oncológicas e não neoplásicas. Em muitas dessas patologias, o Transplante de Medula Óssea torna-se uma opção de tratamento relevante e, quando bem indicado e executado com qualidade técnica, constitui possibilidade real de cura para muitas patologias oncológicas. 

O acesso à Unidade de Transplante de Médula Óssea é feita por meio do Hospital Integrado do Câncer. Mais informações: (31) 3401-7490.

Posts Relacionados

Hospital Integrado do Câncer Mater...

A última estimativa mundial, de 2012, indicou que o câncer de cólon e reto é o terceiro mais comum entre os homens, com 746 mil casos novos, e o segundo nas mulheres, com 614 mil casos novos.
20 Junho 2017

Hospital Integrado do Câncer é sede...

A Rede Mater Dei de Saúde busca diariamente colaborar com ações de humanização entre os pacientes e familiares. Foi com esse intuito que, no dia 06 de junho, as crianças que passam por tratamento oncológico no Hospital Integrado do Câncer (HIC), tiveram a...
02 Fevereiro 2017

Médico do Hospital Integrado do...

O oncologista clínico do Hospital Integrado do Câncer Mater Dei - HIC, Alexandre Jácome é um dos três brasileiros membros do corpo editorial do World Journal of Gastrointestinal Oncology.