Tratamento da Insuficiência da Válvula Mitral - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Notícias Institucionais » Mater Dei inova no tratamento da Insuficiência da Válvula Mitral

Mater Dei inova no tratamento da Insuficiência da Válvula Mitral

A equipe de Hemodinâmica do Mater Dei Santo Agostinho utilizou, pela primeira vez em Minas Gerais, o MitraClip, novo dispositivo com implante percutâneo usado para controle da Insuficiência da Válvula Mitral. O procedimento, que foi bem-sucedido, foi realizado no início de janeiro desse ano pela equipe de cardiologia intervencionista da Rede, coordenada pelos médicos Antônio Carlos Neves Ferreira e José Guilherme Carneiro. Teve o apoio da equipe de cardiologia clínica, coordenada pelos médicos Carlos Eduardo Ornelas, Henrique Patrus Mundim Pena e Ariane Vieira Scarlatelli.

O MitraClip consiste em uma nova terapia percutânea para tratamento da regurgitação da válvula mitral (estrutura do coração responsável pela passagem de sangue do átrio esquerdo para o ventrículo esquerdo). Através da aproximação dos seus dois folhetos com a utilização de um ou mais clipes, a técnica permite que, após liberados nos folhetos valvares, os clipes permaneçam aderidos no organismo de maneira segura e permanente.

Segundo o coordenador do serviço de Cardiologia da Rede Mater Dei de Saúde, Carlos Eduardo Ornelas, “o sistema MitraClip é indicado para redução significativa da regurgitação mitral moderada e grave em pacientes que tenham indicação cirúrgica, mas possuem risco operatório muito elevado ou proibitivo. Sendo assim, não apresentam condições, para serem submetidos à cirurgia cardíaca convencional”.

A técnica já é utilizada nos Estados Unidos desde 2013, mas só recebeu liberação no Brasil a partir do final de 2015 após publicação dos resultados favoráveis dos estudos clínicos EVEREST I, EVEREST II e Access. Os estudos demonstraram:

  1. Redução clinicamente importante da regurgitação mitral;
  2. Redução clinicamente importante nas taxas de nova hospitalização por insuficiência cardíaca;
  3. Importante melhora da classe funcional, ou seja, melhora da capacidade física (Análise feita través da classificação NYHA - New York Heart Association);
  4. Importante melhora nos níveis de remodelamento reverso do ventrículo esquerdo (redução do tamanho do coração);
  5. Melhora na qualidade de vida dos indivíduos tratados.

Antes do procedimento ser realizado, o caso foi analisado meticulosamente pelo Heart Team Mater Dei que optou pela indicação do implante do MitraClip, visto que a paciente não poderia realizar a cirurgia convencional por apresentar um risco cirúrgico proibitivo. Para a Rede Mater Dei de Saúde, é fundamental a busca constante por técnicas inovadoras que permitam a promoção da saúde e da qualidade de vida dos pacientes. 


RESPONSÁVEL:
Carlos Eduardo Ornelas
Coordenador do serviço de Cardiologia da Rede Mater Dei de Saúde
CRM-MG: 42809
 

Publicado em: 17/03/2017

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Posts Relacionados

17 Março 2017

Mater Dei inova no tratamento da...

A equipe de Hemodinâmica do Mater Dei Santo Agostinho utilizou, pela primeira vez em Minas Gerais, o MitraClip, novo dispositivo com implante percutâneo usado para controle da Insuficiência da Válvula Mitral.
20 Março 2017

Sala Híbrida

A Sala Híbrida, localizada no Mater Dei Contorno, representa um grande avanço na medicina: combinação de uma moderna sala de Hemodinâmica/Cirurgia Endovascular com uma completa sala de cirurgia.