Projeto Parto Adequado - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Projeto Parto Adequado

A Rede Mater Dei de Saúde alcançou 52% de partos normais
 
O Mater Dei Santo Agostinho é um dos 21 hospitais que participam do Parto Adequado, projeto da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, Hospital Israelita Albert Einstein e Institute for Healthcare Improvement – IHI, com apoio do Ministério da Saúde, para identificar modelos inovadores e viáveis de atenção ao parto e nascimento, que valorizem o parto normal e reduzam o percentual de cesarianas desnecessárias.

Representante de Belo Horizonte no Projeto, a equipe de ginecologia do Mater Dei Santo Agostinho se destacou com uma taxa de 52% de partos normais em primípara (primeiro parto). “A nossa taxa de partos normais é a maior entre todos os hospitais brasileiros que prestam atendimentos a pacientes que têm planos de saúde.

E reflete o compromisso da equipe médica de obstetras em oferecer o atendimento baseado nos desejos das pacientes e na segurança assistencial”, afirma o subcoordenador do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia da Rede, Carlos Henrique Mascarenhas.

A vice-presidente do Mater Dei, Márcia Salvador Géo, coordenadora da Ginecologia e Obstetrícia, conta que desde 2006, o Mater Dei possui governança clínica que trabalha indicadores de performance como o percentual de partos normais. “Ao analisar os indicadores, planos de ação são traçados. Com o Projeto, reforçamos esta cultura, associamos os resultados de aumento de taxa de parto normal aos resultados perinatais e implantamos o Código Rosa, time de resposta rápida em obstetrícia. O Código Rosa é uma iniciativa pioneira de socorro rápido às gestantes em casos emergenciais com risco à saúde dela ou do feto, onde um time de obstetras, anestesistas e pediatras, capacitado para o atendimento é acionado e desloca a gestante em até 5 minutos, de qualquer setor do Hospital até o Bloco Obstétrico.

A ação é importante pois, em obstetrícia, a intervenção de emergência faz grande diferença para o binômio mãe e filho. Neste momento, a estrutura hospitalar é essencial.

Além disso, existe uma equipe especializada em Gestações de Alto Risco, pois um primeiro passo para um socorro assistencial é o pré-natal bem feito.


RESPONSÁVEIS:
Márcia Salvador Géo
Vice-presidente do Mater Dei e Coordenadora do seviço de Ginecologia e Obstetrícia
CRM-MG: 2009

Carlos Henrique Mascarenhas
Subcoordenador do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia da Rede
CRM-MG: 29885


Publicado em: 27/11/2016

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Maternidade

Termos relacionados parto adequado maternidade gravidez

Posts Relacionados

22 Janeiro 2016

Equipe de ginecologia e obstetrícia do...

A Rede Mater Dei de Saúde é, hoje, referência no atendimento às mulheres com gestações de alto risco, devido à expertise da equipe de Obstetrícia e a estrutura da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal.
01 Agosto 2019

Cinco anos de atuação

​Centro de Reprodução Humana Mater Dei resgata história da instituição e mantém tradição e referência na área
20 Dezembro 2017

O tempo de vida fértil da mulher

As mulheres possuem um número não renovável de óvulos (folículos) em seus ovários que, com o passar do tempo, reduz gradativamente em questão de quantidade e qualidade até a ocorrência da menopausa.