Projeto Parto Adequado - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Projeto Parto Adequado

A Rede Mater Dei de Saúde alcançou 52% de partos normais
 
O Mater Dei Santo Agostinho é um dos 21 hospitais que participam do Parto Adequado, projeto da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, Hospital Israelita Albert Einstein e Institute for Healthcare Improvement – IHI, com apoio do Ministério da Saúde, para identificar modelos inovadores e viáveis de atenção ao parto e nascimento, que valorizem o parto normal e reduzam o percentual de cesarianas desnecessárias.

Representante de Belo Horizonte no Projeto, a equipe de ginecologia do Mater Dei Santo Agostinho se destacou com uma taxa de 52% de partos normais em primípara (primeiro parto). “A nossa taxa de partos normais é a maior entre todos os hospitais brasileiros que prestam atendimentos a pacientes que têm planos de saúde.

E reflete o compromisso da equipe médica de obstetras em oferecer o atendimento baseado nos desejos das pacientes e na segurança assistencial”, afirma o subcoordenador do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia da Rede, Carlos Henrique Mascarenhas.

A vice-presidente do Mater Dei, Márcia Salvador Géo, coordenadora da Ginecologia e Obstetrícia, conta que desde 2006, o Mater Dei possui governança clínica que trabalha indicadores de performance como o percentual de partos normais. “Ao analisar os indicadores, planos de ação são traçados. Com o Projeto, reforçamos esta cultura, associamos os resultados de aumento de taxa de parto normal aos resultados perinatais e implantamos o Código Rosa, time de resposta rápida em obstetrícia. O Código Rosa é uma iniciativa pioneira de socorro rápido às gestantes em casos emergenciais com risco à saúde dela ou do feto, onde um time de obstetras, anestesistas e pediatras, capacitado para o atendimento é acionado e desloca a gestante em até 5 minutos, de qualquer setor do Hospital até o Bloco Obstétrico.

A ação é importante pois, em obstetrícia, a intervenção de emergência faz grande diferença para o binômio mãe e filho. Neste momento, a estrutura hospitalar é essencial.

Além disso, existe uma equipe especializada em Gestações de Alto Risco, pois um primeiro passo para um socorro assistencial é o pré-natal bem feito.


RESPONSÁVEIS:
Márcia Salvador Géo
Vice-presidente do Mater Dei e Coordenadora do seviço de Ginecologia e Obstetrícia
CRM-MG: 2009

Carlos Henrique Mascarenhas
Subcoordenador do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia da Rede
CRM-MG: 29885


Publicado em: 27/11/2016

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Maternidade

Termos relacionados parto adequado maternidade gravidez

Posts Relacionados

11 Fevereiro 2019

Curso do Casal Grávido

As inscrições estão abertas! Ao longo de 2019 estão previstos nove cursos, que acontecerão entre março e novembro, sempre nas primeiras duas quartas-feiras do mês, das 19h às 22h.
20 Abril 2017

Quais são as probabilidades de gêmeos...

As técnicas de reprodução assistida levam a um aumento da incidência de gestação múltipla quando comparado com as gravidezes espontâneas.
12 Novembro 2016

Por que eu não consigo engravidar?

O Centro de Reprodução Humana da Rede Mater Dei de Saúde é constituído com o que há de mais avançado em tecnologia de reprodução assistida.