Tromboembolismo venoso: como nos prevenir? - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Tromboembolismo venoso: como nos prevenir?

Dra. Daniela Pagliari

Diretora técnica da Rede Mater Dei de Saúde


O tromboembolismo venoso é uma doença silenciosa com alta prevalência entre pacientes hospitalizados. Na grande maioria das vezes ela não causa nenhum sintoma e passa despercebida. Quando se manifesta do ponto de vista clínico ela é grave e leva à morte rapidamente.  É a principalmente causa de morte em pacientes hospitalizados e que pode ser prevenida com medidas simples e acessíveis a todos. 

O risco de um paciente que é hospitalizado desenvolver tromboembolismo venoso varia de acordo com as características individuais de cada um, associadas com os motivos da internação e a realização ou não de procedimentos cirúrgicos. Dessa forma, garantir a realização de forma adequada dessa profilaxia é um grande desafio pois pressupõe garantir que cada paciente receba o remédio na dose adequada de acordo com seu risco de desenvolver tromboembolismo durante toda a sua internação hospitalar.

A profilaxia do tromboembolismo venoso pode ser feita com estímulo à deambulação, o uso de medicamento oral, subcutâneo ou com o compressor mecânico pneumático. Para que um paciente esteja protegido, ele deve usar os medicamentos ou receber os compressores pneumáticos ajustados para seu risco em cada dia da internação.

Atualmente a doença afeta 10 milhões de pacientes por ano nos hospitais americanos. Como estratégia de conscientização, foi criado o World Trombosis Day em 2014 pela International Society on Thrombosis and Haemostasis que é celebrado no dia 13 de outubro. O objetivo é incrementar medidas de prevenção, incentivar os sistemas de saúde a criar e fomentar estratégias para garantir as melhores práticas em prevenção, diagnóstico e tratamento dos casos de trombose.

A fim de criar estratégias para prevenir a trombose, a Rede Mater Dei de Saúde conta com um protocolo gerenciado desde 2009. Após várias mudanças e alterações em sistema de gestão, conseguimos informatizar o protocolo e desde 2015 os resultados de adequação da profilaxia foram progressivamente crescendo em um processo de melhoria contínua. Nos pacientes clínicos essa taxa era de 58% em 2015, alcançou 65% em 2016, chegando a 81% em 2017. Já no paciente cirúrgico, era de 68% em 2015, foi de 85% em 2016, estando em 88% atualmente. 

No Brasil, as taxas de adequação em pacientes clínicos giram em torno de 59% e nos cirúrgicos de 46%. Em escala global, esses índices são de 40% e 59% respectivamente (ENDORSE Study Lancet, 2008). 

Ter uma alta taxa de adequação no protocolo de tromboembolismo venoso é um indicador de qualidade assistencial importante. Conseguir monitorar todos os pacientes que permanecem mais de 24h internados para o risco de tromboembolismo e garantir que eles recebam as orientações e tratamentos adequados é fruto de um trabalho árduo de governança clínica. A adesão do corpo clínico é imprescindível para a conquista desse resultado e o apoio da alta direção é fundamental para que isso ocorra.

Para nós da Rede Mater Dei de Saúde, ser o primeiro hospital do Brasil a receber a validação de Boas Práticas para Prevenção de Tromboembolismo Venoso baseada no guia do AHRQ (Agency for Healthcare Research and Quality) pelo Instituto Brasileiro de Segurança do Paciente é motivo de muita celebração, pois é mais uma das evidências de que construímos, diariamente, o nosso compromisso com a qualidade pela vida.

Publicado em: 27/10/2017

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Termos relacionados Tromboembolismo TEV paciente

Posts Relacionados

29 Setembro 2016

Mater Dei Santo Agostinho é eleito...

O Mater Dei Santo Agostinho foi eleito na categoria Qualidade e segurança do paciente do IV Prêmio Excelência da Saúde.
27 Outubro 2017

Rede Mater Dei de Saúde é agraciada...

Durante o IV Fórum Healthcare Business, que aconteceu entre os dias 20 e 22 de outubro, a Rede Mater Dei de Saúde recebeu o prêmio Excelência na Saúde 2017 na categoria Atenção ao Paciente.
30 Julho 2018

​Projeto leva música gratuita e de...

O projeto Música no Hospital tem como objetivo contribuir na recuperação dos pacientes e na humanização do ambiente hospitalar.