Mochilas escolares não podem ultrapassar 10% do peso da criança - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Imprensa » Mochilas escolares não podem ultrapassar 10% do peso da criança

Mochilas escolares não podem ultrapassar 10% do peso da criança

Excesso de peso na infância e adolescência causam danos à coluna na vida adulta 

 
(Release)

Retomar a rotina, estar atento aos horários, transporte, material escolar e alimentação adequada. Dentre as muitas preocupações na volta às aulas, é importante verificar o peso das mochilas, que não deve ultrapassar 10% do peso da criança. Essa e demais recomendações podem ser fundamentais para prevenir problemas de coluna na vida adulta. Segundo a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot), 85% da população brasileira, em algum momento, tem queixa de dor nas costas. “Desde cedo, é fundamental a orientação sobre a boa postura e o excesso de peso, a fim de evitar lesões e dores”, explica o ortopedista e traumatologista da Rede Mater Dei de Saúde, Francisco Carlos Sales Nogueira. 
 
Para o uso adequado da mochila, o médico recomenda:
  1. Sempre usar as duas alças. Pendurar a mochila em apenas uma deve ser evitado.
  2. A borda superior da mochila deve estar no nível do ombro e a borda inferior deve estar apoiada na região lombar a dois centímetros da cintura.
  3. As suas alças devem estar ajustadas de forma que a mochila fique em contato total com a coluna da criança.
  4. Organizar a mochila de modo que todos os compartimentos sejam utilizados. Colocar os objetos mais pesados no centro, mais próximo as costas.
  5. Alças que prendem na frente ajudam a dar mais estabilidade.
  6. Levar apenas o material que será utilizado no dia, evitando peso desnecessário.
  7. Mochilas com rodinhas também devem respeitar o limite de peso do estudante.
  8. Ao agachar para carregar a mochila, sempre dobrar os joelhos, nunca se inclinar dobrando as costas.

O ortopedista explica, ainda, que o sedentarismo entre as crianças e adolescentes também merece a atenção dos pais. “A realização de atividades físicas regulares contribui de forma muito positiva para o crescimento mais saudável e exercícios de alongamento, por exemplo, podem ser feitos nos intervalos das atividades”, ressalta.
 

Serviço de Pediatria da Rede

O atendimento pediátrico no Mater Dei está ligado à história da Rede, presente desde a inauguração, em 1980, quando ocorreu o primeiro parto. Desde então, investimentos constantes têm sido realizados nessa área, que merece olhar diferenciado dado a sua complexidade. Atualmente, a estrutura permite que procedimentos simples, até aqueles de alta complexidade sejam oferecidos aos pequenos pacientes. 
 
No Mater Dei Contorno encontra-se a Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP), o Pronto-socorro pediátrico e a Unidade de Internação pediátrica. Já no Mater Dei Santo Agostinho está disponível o serviço de Neonatologia e a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN).

Conheça o serviço de pediatria da Rede Mater Dei de Saúde.


Publicado em: 01/02/2018

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Cuidados com o bebê

Posts Relacionados

01 Fevereiro 2018

Mochilas escolares não podem...

Excesso de peso na infância e adolescência causam danos à coluna na vida adulta.
16 Setembro 2016

Setembro é mês de conscientização e...

O Hospital Integrado do Câncer Mater Dei se dedica ao máximo para o diagnóstico, tratamento e estrutura completa em Oncologia Pediátrica.
02 Setembro 2016

Como ensinar as crianças a ter uma...

Ambiente calmo, variedade de alimentos, hábito dos pais e aleitamento materno exclusivo até os seis meses. Essas são as principais dicas do coordenador da Pediatria dp Mater Dei, Luís Fernando, para os pais ou responsáveis que querem estimular uma dieta saudável...