Dr Henrique Salvador - Discurso de Natal - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Imprensa » Dr Henrique Salvador - Discurso de Natal

Dr Henrique Salvador - Discurso de Natal

Em mais um momento de confraternização e homenagens aos diversos profissionais que atuam na Rede Mater Dei de Saúde, o presidente Dr Henrique Salvador proferiu um discurso em agradecimento e exaltação pelo trabalho do ano. Confira:




Boa noite!

Que ano! Quanto trabalho, quantas emoções! Quanta evolução vivemos neste 2019!
Nesta noite vamos homenagear e reconhecer o trabalho de alguns de vocês!  

Hoje comemora-se os 50 anos de sacerdócio do Papa Francisco, sem dúvida, um dos maiores líderes do nosso tempo. Hoje também é dia de Santa Luzia, a padroeira da visão. Mas é também um ano sem o nosso querido Dr. Helvécio. Dois anos sem a nossa querida Marisa. Quanta falta eles nos fazem. 

Ela pela presença sempre constante e equilibrada, a apoiar a todos nós da Comunidade Mater Dei nas nossas ações de humanização e de valorização das relações pautadas pela ética e pelo compromisso com o bem feito.

Ele pela leveza, lealdade, competência para entender os seres humanos e pela alegria que transmitia em sua sempre constante presença. Mais uma vez, o quanto as passagens e as mensagens permeadas com o bom humor que lhe era peculiar, foram lembradas em nossas reuniões e encontros.

Quanta falta nos faz o querido tio Helvécio! 

Cuidar do seu legado, reverenciando permanentemente a sua memória e os seus ensinamentos tem sido um objetivo na vida da Rede Mater Dei. Relembrar hoje algumas das características da Marisa e do Dr. Helvécio é reforçar a importância dos nossos valores e do que existe de mais importante na nossa cultura.

Como estamos crescendo.... Quantas pessoas embarcaram nesta viagem, contribuindo para chegarmos até aqui.

Neste ano de 2019, com a inauguração do Hospital Mater Dei Betim-Contagem, estamos conseguindo levar para mais pessoas uma cultura de atendimento voltada, sobretudo para a valorização do Ser Humano. De gente! 

Refiro-me aos pacientes que são atendidos, mas também aos colaboradores que encontraram um local onde podem desenvolver um trabalho digno e relevante, aos médicos, que se realizam profissionalmente, cuidando das pessoas com competência, acolhimento e interagindo em um ambiente que permanentemente estimula o seu desenvolvimento.

Refiro-me também a uma comunidade que passa a contar com um hospital moderno, e que se incorpora definitivamente a vida das pessoas, trazendo um enorme benefício para a vida dos cidadãos. Quanto desenvolvimento um hospital pode trazer para o seu em torno. E assim tem sido com o Mater Dei Betim-Contagem!

Estamos vivendo uma época onde testemunhamos uma verdadeira transformação na área da saúde. São mudanças que impactam significativamente a vida das pessoas e a maneira como se entende a prestação de serviços na nossa área. 

As necessidades dos pacientes estão mudando. Assim como as pessoas estão mudando. Existem no momento pelo menos três grandes desafios para os sistemas de saúde. E não é diferente no Brasil.

O primeiro é o envelhecimento da população, frequentemente portando múltiplas doenças crônicas. No Brasil, em 13 anos teremos mais idosos do que crianças. Isto faz com que haja uma demanda crescente por serviços de saúde. 

Apenas como exemplo, hoje na Holanda uma em cada sete pessoas trabalha em serviços de saúde. E se nada de novo acontecer, esta demanda ascendente de utilização fará com que em um futuro próximo, um em cada três holandeses estará trabalhando no nosso setor. Certamente país nenhum tem uma força de trabalho disponível para absorver esta necessidade. 

Desta maneira, precisamos modificar a nossa definição do que significa ser saudável. Seria a ausência de doenças? Ou é a capacidade de viver de maneira o mais independente, por mais tempo e com a melhor qualidade de vida possível? Eu acredito que esta última definição se adapte melhor a uma sociedade em franco envelhecimento.

Isto explica o porquê estamos no curso de uma transformação em que o cuidado deverá cada vez mais migrar apenas do ambiente hospitalar para o trabalho, a casa e o dia a dia da vida das pessoas. Nós estimulamos a entrega de cuidados personalizados, acolhedores, mas cada vez mais utilizando tecnologia simples e de alto impacto. Para isto precisamos buscar uma abordagem holística, centrada na pessoa e que inclui saúde mental e suporte social integrados.

Além disto, acho que todos concordamos que não precisar de qualquer cuidado, é o melhor cuidado em saúde. Desta maneira, precisamos investir maiores esforços para manter as pessoas saudáveis. A Rede Mater Dei já iniciou um movimento irreversível, em que tem se transformado cada vez mais em um Sistema de Saúde que também, mas não apenas, cuida da doença das pessoas no ambiente hospitalar. Mas acima de tudo tem buscado orientar os seus clientes em políticas que promovam o seu bem-estar, estimulem a prevenção e apoiem as pessoas na busca por estilos de vida mais saudáveis e que contribuam para uma longevidade mais funcional.

O segundo desafio que a sociedade enfrenta no momento é a mudança nas expectativas das pessoas e dos pacientes.

A sociedade de hoje abraçou inteiramente a era da informação, mas os serviços de saúde ainda tem se alinhado lentamente a esta mudança. As pessoas têm demandado serviços digitais, instantâneos e sob medida em quase qualquer outra indústria. Seja ela a de compras online, o banco eletrônico, o ensino à distância ou, pasmem, muitas pessoas encontram o amor de suas vidas em plataformas de relacionamento na internet.
 
Hoje muitas pessoas já querem ferramentas que permitam que elas tenham um maior controle sobre a sua saúde. Elas querem ser parceiras nas decisões que envolvem os seus tratamentos. Querem ter informações sobre os possíveis desfechos, efeitos colaterais e opções terapêuticas. Desejam ser co-participantes ativos dos seus destinos. E esta é uma tendência também irreversível.

Para atender a esta nova demanda social, é necessário que enquanto cidadãos tenhamos cada vez mais acesso fácil e rápido as nossas próprias informações sobre saúde. E isto não está longe de acontecer. 

Apenas como exemplo, qualquer cidadão de Israel já tem hoje, através de seu celular ou dispositivo móvel, acesso ao seu prontuário eletrônico em qualquer lugar do mundo, onde esteja. E a partir daí aos seus últimos exames, consultas, internações e informações particulares relacionadas à sua saúde. Já pensaram o quanto esta ferramenta integrada reduz o desperdício e aumenta a segurança na vida das pessoas?

Esta maior conectividade e postura ativa serão ainda mais prováveis a partir do ano que vem, quando teremos a internet 5G disponível no Brasil. A maior velocidade de trânsito de imagens e informações será uma grande aliada a favor desta nova tendência e realidade também na área da saúde.

O terceiro desafio é que os nossos filhos e netos possam ter acesso a serviços de saúde com a qualidade necessária em um tempo em que pelo aumento da demanda, eles estarão cada vez mais caros. O Brasil já gasta 9% do seu PIB com saúde, a Holanda 11% e os EUA, 18%. E a tendência é de um aumento crescente. 

Certamente o apoio consistente da informação e da tecnologia pode permitir o uso mais racional dos recursos na área. O uso da inteligência artificial, machine learning e outras ferramentas, também pode apoiar as nossas decisões pessoais para a aderência a estilos de vida mais saudáveis.

Ao trazer tecnologia inteligente para a casa das pessoas, estaremos apoiando uma postura mais independente e levando um cuidado humanizado do hospital para os seus lares. Esta é uma tendência que está no radar da Rede Mater Dei e para a qual temos dedicado tempo e recursos a fim de que possamos, em conjunto com o nosso corpo clínico e assistencial, protagonizar este novo tempo.

Estamos também investindo na análise de novos modelos de remuneração para os nossos serviços. Precisamos avançar e adotar modelos que recompensem de maneira justa o trabalho dos profissionais e dos hospitais, mas que também evitem os excessos e o desperdício de recursos. 

Este cenário requer uma atenção constante e uma postura inovadora. Seja ela pessoal, enquanto profissional ou institucional, enquanto hospitais. 

Estamos vivendo um tempo em que não há lugar para a acomodação. Precisamos questionar novas e melhores maneiras para lidar com este novo mundo. Ser inquietos.

Temos hoje, enquanto Rede Mater Dei de Saúde, uma posição de destaque dentre outros prestadores de Serviços médicos e hospitalares no Brasil. 

Somos percebidos como um agente que gera valor para a Sociedade, que respeita o ser humano e que não mede esforços para atender os nossos clientes da melhor maneira possível.

Acredito que neste novo mundo que já estamos vivendo, os hospitais de referência terão cada vez mais um papel muito importante. Serão HUBS a coordenar os Sistemas prestadores de Serviços em Saúde.

Daqui a menos de seis meses, a Rede Mater Dei de Saúde estará completando 4 décadas de existência.

São 40 anos da realização de um sonho que nasceu da determinação e da capacidade realizadora de um empreendedor da vida. 

Às vezes me pergunto se ao fundar o Mater Dei, naquele 1º de Junho de 1980, o Dr. Salvador tinha a noção exata no quanto ao longo do tempo esta organização seria relevante para as pessoas e a Sociedade. No quanto geraria de valor para este mundo.

Durante estas décadas de existência, nos firmamos como uma entidade que presta serviços essenciais para as pessoas, com qualidade, segurança, amor, carinho e acolhimento.

Mas também como um ente gerador de conhecimentos, formador e desenvolvedor de pessoas e um campo para a realização pessoal e profissional de milhares de indivíduos.

Conseguimos cumprir a nossa função social, e sermos relevantes para tantas famílias e pessoas.

Em nome do Dr. Salvador, da Dra. Norma, parabenizo a toda a comunidade Mater Dei por este momento histórico e tão especial na nossa vida institucional. 

Aos 40 anos, certamente já alcançamos a maturidade. Já conseguimos separar aquilo que é essencial do que é irrelevante. A estar mais atentos aos detalhes e a valorizar o que realmente faz diferença na nossa trajetória.

Foi com esta convicção, paixão e racional, que planejamos o crescimento da Rede Mater Dei para fora de Minas Gerais. E já estava na hora de levar para outro Estado este conceito de atuação que tem sido tão relevante para tantas pessoas que se beneficiam dele. Salvador é hoje a quarta cidade em termos de número de habitantes no Brasil, atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. E a frente de Fortaleza e de Belo Horizonte, dentre outras.

25% dos seus cidadãos têm acesso a planos de saúde. Certamente com a melhoria das condições econômicas do nosso país e da região, este percentual vai crescer e acompanhar a tendência de outras capitais do Brasil, onde esta proporção beira os 50%.

Além disto, é a porta de entrada para o Nordeste e há muito tempo não se inaugura um hospital de grande porte na cidade.  É uma oportunidade. Mas também um novo e grande desafio. 

Não queremos construir um prédio em Salvador. 

Queremos construir um hospital. Com o DNA, o espírito e a marca dos da Rede Mater Dei. E só conseguiremos fazê-lo se levarmos para lá a nossa alma. Aquilo que só acontece com a mobilização das pessoas que lá irão trabalhar e dedicar a sua vida profissional.

As obras já começaram e estão indo bem. Mas ao mesmo tempo, já estamos atentos para a outra construção que se faz necessária.
Já estamos discutindo os novos processos e a arquitetura de gestão que serão necessários neste novo formato da Rede. E para isto, mais uma vez a Fundação Dom Cabral está nos apoiando.

Também já iniciamos uma aproximação com os médicos locais. Mais de 100 já nos visitaram a fim de promovermos um conhecimento mútuo e a verificação de com quais deles há um alinhamento de valores e de filosofia de atuação. Além disto, temos recebido um apoio muito grande dos nossos atuais coordenadores de clínicas da Rede Mater Dei. Ninguém melhor que eles conhecem os seus pares. Ninguém melhor que eles para nos apoiar nesta importante construção. E desde já os agradecemos pelo interesse e apoio demonstrados neste início de jornada.

2020 será mais um ano de muita dedicação e de trabalho árduo! Mas também de muita satisfação e de compromisso renovado com o fazer bem feito e com o servir. Que venham mais 40, 80, 120 anos!

Muito obrigado a todos vocês pelo comprometimento, trabalho apaixonado e por serem parceiros neste sonho!

Um feliz natal para vocês e as suas famílias. E um ano novo com muita paz, saúde, felicidades e amor em suas ações!

 

Publicado em: 13/12/2019

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Termos relacionados Mater Dei Natal Homenagem

Posts Relacionados

27 Setembro 2021

Rede Mater Dei investe em tecnologia...

A Rede Mater Dei de Saúde anunciou hoje a aquisição de 50,1% do capital social da A3Data, uma empresa especializada em dados e inteligência artificial, com foco na transformação cultural e analítica de empresas. Com métodos próprios consolidados e visão de...
22 Outubro 2021

Premiada na categoria enfermagem, Rede...

Na edição de 2021 o evento congratulou 39 instituições de saúde, dentre elas operadoras de saúde, hospitais e grupos empresariais em diversas categorias. Anunciamos com grande satisfação que a Rede Mater Dei de Saúde foi ganhadora na categoria enfermagem.
18 Junho 2021

Fundador, Presidente e Coordenador da...

Ontem, 17 de junho, foi realizada, virtualmente, sessão solene de Inauguração e Posse na Academia Brasileira de Mastologia, que contou com a presença de mastologistas de todo o Brasil.