Doenças cardiovasculares  - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Doenças cardiovasculares 

As principais doenças cardiovasculares são: hipertensão arterial, doença coronariana, insuficiência cardíaca, arritmia cardíaca, dentre outras. Alguns fatores de risco contribuem para essas doenças, tais como: o avanço da idade, o período pós-menopausa, os casos semelhantes na família, o tabagismo, a pressão alta, o diabetes, o colesterol alto, o sedentarismo e a obesidade.
 

De acordo com Henrique Patrus, cardiologista do Hospital Mater Dei, os casos de doenças cardiovasculares sempre foram mais comuns em homens por causa do seu modo de vida e cultura de uma sociedade antiga, onde muitos deles não consideravam a necessidade de realizar exames de prevenção. “Hoje a mulher já está igual ao homem. Ela adquiriu o hábito de fumar ao longo dos anos, o estresse está presente no dia-a-dia e nem sempre consegue ter um tempo para realizar exames preventivos. Tudo isso a expôs a fatores de risco que antes eram mais exclusivos dos homens”, comenta. Porém, a mulher pode contar com uma proteção hormonal existente em seu próprio organismo, que é atuante até que chegue a menopausa.
 

As doenças cardiovasculares normalmente não possuem sintomas. Para evitar implicações mais graves é preciso adotar importantes atitudes como: parar de fumar, realizar atividades físicas, controlar o peso, dosar as taxas de colesterol, controlar a pressão arterial e dar preferência a alimentos saudáveis.
 

Para crianças e adolescentes a prevenção também é importante, pois futuramente essas doenças podem surgir. A pessoa que já teve alguma doença do coração é propensa a tê-la novamente e merece atenção redobrada. Por isso a importância da prevenção regular.
 

O tratamento das doenças cardiovasculares depende de cada caso. Um médico deve ser consultado pelo menos uma vez antes dos 40 anos de idade para avaliação cardiovascular e para a prescrição de exames de rotina. Essa conduta também é apropriada para verificar se há alguma contraindicação aos cuidados preventivos adotados. O grande desafio para evitar reincidências ou agravamento das doenças cardiovasculares envolve atitudes diárias de prevenção.



RESPONSÁVEL:
Henrique Patrus
Cardiologista
CRM: 26652


Posts Relacionados

14 Novembro 2019

Discurso de posse Dr. Henrique Patrus

Discurso proferido pelo Dr. Henrique Patrus Mundim Pena na cerimônia de posse como Presidente da Sociedade Mineira de Cardiologia, biênio 2020-2021, no auditório do Conselho Regional de Medicina, em Belo Horizonte, no dia 08 de novembro de 2019
11 Dezembro 2017

​Estudo científico é apresentado em...

A equipe de Cardiologia da Rede Mater Dei de Saúde apresentou, no Congresso Americano de Cardiologia (AHA Scientific Sessions), um estudo científico que estabelece a correlação entre acometimento cardíaco e maior gravidade da doença por dengue.
12 Setembro 2016

Mater Dei discute os desafios clínicos...

O Serviço de Cardiologia da Rede Mater Dei de Saúde promoverá no dia 07 de julho de 2016, das 12h30 às 13h30, durante 26º Congresso da Sociedade Mineira de Cardiologia, o II Simpósio Satélite da Rede Mater Dei de Saúde.