Doenças cardiovasculares  - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Doenças cardiovasculares 

As principais doenças cardiovasculares são: hipertensão arterial, doença coronariana, insuficiência cardíaca, arritmia cardíaca, dentre outras. Alguns fatores de risco contribuem para essas doenças, tais como: o avanço da idade, o período pós-menopausa, os casos semelhantes na família, o tabagismo, a pressão alta, o diabetes, o colesterol alto, o sedentarismo e a obesidade.
 

De acordo com Henrique Patrus, cardiologista do Hospital Mater Dei, os casos de doenças cardiovasculares sempre foram mais comuns em homens por causa do seu modo de vida e cultura de uma sociedade antiga, onde muitos deles não consideravam a necessidade de realizar exames de prevenção. “Hoje a mulher já está igual ao homem. Ela adquiriu o hábito de fumar ao longo dos anos, o estresse está presente no dia-a-dia e nem sempre consegue ter um tempo para realizar exames preventivos. Tudo isso a expôs a fatores de risco que antes eram mais exclusivos dos homens”, comenta. Porém, a mulher pode contar com uma proteção hormonal existente em seu próprio organismo, que é atuante até que chegue a menopausa.
 

As doenças cardiovasculares normalmente não possuem sintomas. Para evitar implicações mais graves é preciso adotar importantes atitudes como: parar de fumar, realizar atividades físicas, controlar o peso, dosar as taxas de colesterol, controlar a pressão arterial e dar preferência a alimentos saudáveis.
 

Para crianças e adolescentes a prevenção também é importante, pois futuramente essas doenças podem surgir. A pessoa que já teve alguma doença do coração é propensa a tê-la novamente e merece atenção redobrada. Por isso a importância da prevenção regular.
 

O tratamento das doenças cardiovasculares depende de cada caso. Um médico deve ser consultado pelo menos uma vez antes dos 40 anos de idade para avaliação cardiovascular e para a prescrição de exames de rotina. Essa conduta também é apropriada para verificar se há alguma contraindicação aos cuidados preventivos adotados. O grande desafio para evitar reincidências ou agravamento das doenças cardiovasculares envolve atitudes diárias de prevenção.



RESPONSÁVEL:
Henrique Patrus
Cardiologista
CRM: 26652


Posts Relacionados

14 Julho 2017

Profilaxia de Tromboembolismo Venoso...

O Tromboembolismo Venoso (TEV), com a consequente embolia pulmonar, é a causa de morte evitável mais comum em pacientes hospitalizados. A prevenção consiste em avaliar o risco e indicar a profilaxia adequada ao paciente.
26 Abril 2017

Controle da pressão arterial

Quando se fala em hipertensão arterial o primeiro vilão citado é o sal. Reduzir o consumo de sal é importante, mas não apenas como uma medida isolada.
11 Dezembro 2017

​Estudo científico é apresentado em...

A equipe de Cardiologia da Rede Mater Dei de Saúde apresentou, no Congresso Americano de Cardiologia (AHA Scientific Sessions), um estudo científico que estabelece a correlação entre acometimento cardíaco e maior gravidade da doença por dengue.