TMO da Rede Mater Dei realiza primeiro transplante - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Cuidados com a Saúde » Qualidade de Vida » Unidade de TMO da Rede comemora a realização do primeiro transplante

Unidade de TMO da Rede comemora a realização do primeiro transplante

Para muitos pacientes em tratamento oncológico, o Transplante de Medula Óssea (TMO) pode representar um passo significativo em direção à cura. Indicado para casos de doenças hematológicas malignas e benignas, tumores sólidos malignos e outras patologias (imunodeficiências, aplasia de medula, doenças autoimunes,etc), o transplante é uma modalidade de tratamento no qual a medula doente do paciente é substituída por células-tronco hematopoéticas normais do próprio paciente (transplante autólogo) ou de outro indivíduo saudável (transplante alogênico). O objetivo é reconstituir a medula óssea normal.

“A medula é o segundo maior órgão do corpo humano. Localizada no interior dos ossos, é responsável pela produção e manutenção das três linhagens celulares que compõem o sangue: as hemácias ou glóbulos vermelhos, os leucócitos e as plaquetas. Se essa fábrica entra em falência, o organismo também entra em falência, devido às consequências geradas”, explica Patrícia Fischer, coordenadora do Serviço de Hematologia da Rede. 

O Transplante de Medula é um procedimento complexo e avançado, baseado no princípio de terapia celular, onde o paciente é tratado com altas doses de quimioterapia e, na sequência, recebe por meio de uma "transfusão sanguínea" suas próprias células-tronco hematopoéticas (coletadas antes da internação) ou as células de um doador. Estas células migrarão para a medula óssea e retomarão a produção dos componentes sanguíneos.
 
A “pega” da medula: um novo aniversário
Em fevereiro deste ano, Valteir Batista, de 57 anos, foi diagnosticado com Mieloma Múltiplo, um tipo de câncer que se desenvolve na medula devido ao crescimento descontrolado de células plasmocitárias. Em tratamento oncológico desde então, Valteir foi o primeiro paciente a se submeter ao transplante autólogo de medula na unidade de TMO do Mater Dei

Realizado no final de agosto, o procedimento foi considerado um sucesso pela equipe médica e assistencial do serviço. No 11º dia após a realização do transplante foi constatada a “pega” medular, ou seja, o início do funcionamento da nova medula óssea. Este é um momento muito especial para os pacientes que estão nesse processo. 

Devido à importância, essa data se transforma em um segundo aniversário e deve ser comemorada! Por isso, Valteir recebeu a notícia do bom resultado do transplante com um bolo comemorativo presenteado pela equipe responsável. “A presença diária de todos da equipe me dando apoio, com mensagens positivas, fizeram a diferença nesse caminho. Me deu força para seguir no tratamento. Receber essa notícia é inexplicável!”, comemora o paciente.

O tratamento indicado para início do combate à doença foi a radioterapia e a quimioterapia. “Fiquei sabendo do Serviço de TMO durante meu tratamento aqui no hospital”, ressalta Valteir.  Após a remissão, foi possível realizar o transplante autólogo.
 
A unidade de Transplante de Medula Óssea da Rede Mater Dei de Saúde
Devido à carência de serviços de referência em transplante de medula óssea em Belo Horizonte e região metropolitana, a Rede Mater Dei de Saúde investiu em uma das mais sofisticadas unidades de TMO do país. 

Criada para atender de forma integrada e completa à crescente demanda dos pacientes oncológicos, a Unidade de Transplante de Medula Óssea inclui: avaliação pré-transplante; mobilização, coleta e preservação de células progenitoras hematopoéticas; administração de quimioterapia em altas doses; infusão das células progenitoras; suporte clínico e intensivo durante o período de aplasia medular; e suporte ambulatorial pós-transplante.
Inserida no Hospital Integrado do Câncer, a Unidade de Transplante de Medula Óssea foi idealizada com o objetivo de oferecer estrutura completa e profissionais preparados para realização de todas as etapas do procedimento. “A disposição integrada permite que o paciente tenha acesso a uma estrutura diferenciada com apoio diagnóstico ágil e confiável, além do cuidado assistencial da equipe multidisciplinar experiente no atendimento adulto e pediátrico para oferecer aos pacientes segurança, precisão e tranquilidade”, explica Patrícia Fischer.

O acesso à Unidade de Transplante de Médula Óssea é feita por meio do Hospital Integrado do Câncer. Mais informações: (31) 3401-7490.

Publicado em: 15/09/2017

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Saúde e Bem estar

Termos relacionados TMO HIC Rede Mater Dei de Saúde

Posts Relacionados

14 Junho 2017

Médicos do Mater Dei são premiados

Os ortopedistas do Serviço de Ortopedia da Rede Mater Dei de Saúde foram autores do melhor vídeo de procedimento apresentado no 18º Congresso da Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé (ABTP)
02 Março 2018

Diretrizes de atendimento

A Rede Mater Dei de Saúde informa que a mensagem com orientações para os funcionários do Hospital sobre o atendimento de pacientes de grande expressão pública não foi emitida pela direção da Rede.
09 Fevereiro 2018

13 lições que o Hospital Mater Dei,...

Confira o texto escrito por José Salvador Silva fundador do Hospital e presidente do Conselho de Administração da Rede Mater Dei de Saúde.