Tomossíntese da mama: aumento de 23% a 54% dos diagnósticos - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Cuidados com a Saúde » Qualidade de Vida » Tomossíntese da mama: aumento de 23% a 54% dos diagnósticos

Tomossíntese da mama: aumento de 23% a 54% dos diagnósticos

O Serviço de Mastologia da Rede Mater Dei de Saúde completa, em 2016, 30 anos. Para celebrar, a Rede promoverá nos dias 08 e 09 de julho, o 13º Simpósio Internacional de Mastologia, no Mater Dei Contorno. Além diso, investiu no mais recente avanço para a detecção do câncer de mama: a Mamografia Digital DR de última geração, com opção da Tomossíntese (mamografia 3D). O exame acrescenta à mamografia habitual uma série de imagens 3D, em múltiplos ângulos, colaborando para um diagnóstico mais preciso e seguro.
 
Semelhante à tomografia computadorizada, as imagens adquiridas possibilitam visualizar toda a glândula mamária em cortes separados a cada 1 mm. Para o coordenador do Serviço de Mamografia, Jairo Coelho, com essas imagens em cortes ou fatias, cada parte da mama pode ser vista separadamente, facilitando a diferenciação de tumores e tecidos normais.

“As principais características são a possibilidade de redução significativa da sobreposição dos tecidos mamários, diminuindo os achados duvidosos nos exames mamográficos e, principalmente, o aumento na detecção dos tumores malignos das mamas”, explica o médico. Mostra-se como exame importante em mamas densas ou jovens e, particularmente, para mulheres de alto risco. Nos últimos anos, vários trabalhos em todo o mundo mostram o benefício deste exame, também, como rotina para todas as mulheres, realizado juntamente com a mamografia anual.

Estudos mostram um aumento entre 23 e 54% no diagnóstico dos tumores com os dois métodos associados, realizados simultaneamente, no mesmo procedimento. Além da mamografia 3D, foi incorporado o sistema computadorizado Affirm, que possibilita tanto a marcação pré-operatória de lesões não palpáveis como a mamotomia. Este último, de forma pioneira em Minas Gerais, é um método de biópsia a vácuo de pequenas alterações mamárias, duvidosas ou suspeitas, guiadas pela mamografia”, esclarece Jairo Coelho.
 
A Tomossíntese é mais um instrumento para detectar doenças de mama e o diagnóstico precoce continua sendo a melhor forma de aumentar as chances de sobrevivência. “Após os 40 anos, todas as mulheres devem fazer a mamografia e a consulta com o mastologista deve ser realizada anualmente.” afirma o coordenador do Serviço de Mastologia e presidente da Rede Mater Dei de Saúde, Henrique Salvador.

Para marcar o exame de Tomossíntese, ligue para (31) 3339-9105.


RESPONSÁVEL:
Jairo Coelho
Coordenador do Serviço de Mamografia
CRM-MG: 
15318

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Dicas

Termos relacionados tomossíntese mama mastologia

Posts Relacionados

09 Outubro 2019

Mater Dei no Outubro Rosa

Nos dias 19 e 26 de outubro a Rede Mater Dei de Saúde estará com uma agenda especial para atendimento às pacientes que desejam fazer exames e consultas para prevenção do câncer de mama
02 Outubro 2018

A Medicina Personalizada e o câncer de...

A Campanha Outubro Rosa é um movimento internacional que alerta sobre o câncer de mama e a importância da detecção precoce da doença. Não só nesse mês, mas como durante todo o ano, é necessário estar atento às medidas de prevenção e conscientização da...
11 Julho 2018

Henrique Salvador ministra palestra...

Presidente da Rede é um dos palestrantes do 21º Congresso Brasileiro de Mastologia