Alimentação de fim de ano - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Alimentação de fim de ano

Quando o final do ano se aproxima, muitas pessoas tendem a exagerar na alimentação. Pela fartura da ceia, ou pelo simples desligamento da rotina, os excessos ocorrem e as consequências aparecem nos quilinhos extras que surgem, além do inchaço e da conhecida “ressaca”.  Para evitar tais sintomas, o nutrólogo do Mater Dei, Ênio Cardillo, dá algumas dicas simples sobre o assunto.

Coma com calma!
Extravagância não faz mal para ninguém. Comer mais, eventualmente, não constitui problema. Contudo, em tempos de festas, recomenda-se moderação na quantidade de alimentos. As pessoas devem comer com calma. Com isto, evita-se o excesso.

Dê preferência para alimentos menos calóricos
Devemos aumentar o consumo de frutas e hortaliças. Com isto, evitamos o excesso de alimentos com alto conteúdo calórico.

Comer muito e querer se “desintoxicar” depois não resolve
Este conceito de “desintoxicação” é falso. As toxinas têm denominações específicas: toxina botulínica, toxina tetânica, etc. Não existe “intoxicação” com consumo excessivo de alimentos, a não ser que o alimento esteja deteriorado (estragado). Isto serve, também, para desmitificar a ideia de que o jejum desintoxica o organismo. 

Exagerou na alimentação?
Faça uma compensação comendo menos no dia seguinte, dando preferências a frutas e hortaliças.

Beba bastante água!
Mantenha-se hidratado. Geralmente, ingere-se pouco líquido durante as festas. É importante a ingestão de água constantemente, sobretudo se há consumo de bebidas alcoólicas. Tem-se a falsa noção que cerveja, por exemplo, mata a sede. Ocorre o contrário. Álcool é diurético, isto é, aumenta a perda de água pelos rins, o que pode levar à desidratação que é, além do cigarro, um dos fatores mais importantes desencadeadores da chamada “ressaca”.

Lembre-se, ainda, que no verão, sobretudo com o calor que está nos assolando, há muita perda de líquido pela transpiração, razão maior ainda para ingestão de muito líquido (não alcoólico, é claro).


RESPONSÁVEL:
Ênio Cardillo Vieira
Nutrólogo
CRM-MG: 3276


Publicado em: 20/12/2016

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Boa forma

Termos relacionados Alimentação Festas Ceia

Posts Relacionados

02 Setembro 2016

Como ensinar as crianças a ter uma...

Ambiente calmo, variedade de alimentos, hábito dos pais e aleitamento materno exclusivo até os seis meses. Essas são as principais dicas do coordenador da Pediatria dp Mater Dei, Luís Fernando, para os pais ou responsáveis que querem estimular uma dieta saudável...
02 Setembro 2016

A dieta do idoso

A obesidade, comum em pessoas idosas, é causada pela necessidade 20% menor de energia em uma pessoa de 69 anos.
02 Janeiro 2017

Cuidados com a alimentação no verão

O verão coincide com as férias escolares, período em que várias pessoas saem da rotina e abusam de comidas e bebidas. De acordo com Juliano Antunes, é importante facilitar a digestão dos alimentos nessa época.