Quando um minuto pode fazer a diferença - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Quando um minuto pode fazer a diferença

Corpo clínico, equipes assistenciais e administrativas trabalham em conjunto para o cumprimento de protocolos que proporcionam atendimento melhor e mais rápido em situações nas quais é fundamental reconhecer imediatamente sintomas e atuar rapidamente para que vidas sejam salvas. “Diariamente desempenhamos um trabalho com nossas equipes para que a assistência seja oferecida com a melhor tecnologia, técnica e expertise clínica. Por meio de indicadores, a qualidade do serviço é mensurada, de forma a garantir segurança, menos morbidade e mais qualidade de vida aos nossos pacientes”, explica a Vice-presidente Assistencial e Operacional, Márcia Salvador Géo.

A aplicação de protocolos tem a finalidade de assegurar a qualidade e uniformidade do cuidado de doenças específicas, garantindo mais segurança durante a assistência. O mesmo ocorre com as diretrizes e políticas assistenciais.     
 

Tempo Porta Balão


O número mede a qualidade e a efetividade do atendimento à vítima de infarto. É o intervalo entre a entrada do paciente no Pronto-socorro até o cateterismo, procedimento de desobstrução da artéria do coração. Esse tempo vai determinar a saúde do músculo cardíaco irrigado pela artéria infartada. Um adequado tempo porta balão restabelece a oxigenação deste músculo impedindo sua morte. Nossos números são compatíveis aos melhores do mundo.
 
 

Tempo Porta agulha


A rapidez na desobstrução da artéria cerebral acometida pode recuperar os neurônios e evitar sequelas que impactem fortemente a qualidade de vida do paciente.
 
 

SEPSE

Tempo Porta antibiótico  


Nos casos de infecção generalizada, chamada de sepse, o início do antibiótico e a decisão da equipe assistencial a um “pacote” de tratamento salvam vidas, minuto a minuto. O “pacote” inclui uma hidratação vigorosa, exames específicos (de hemoculturas e lactato) e início rápido de antibioticoterapia, iniciando os procedimentos nas primeiras três horas após a admissão.

 

Publicado em: 08/08/2019

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Dicas

Termos relacionados sepse Ataque cardíaco cateterismo

Posts Relacionados

08 Agosto 2019

Quando um minuto pode fazer a diferença

A aplicação de protocolos tem a finalidade de assegurar a qualidade e uniformidade do cuidado de doenças específicas, garantindo mais segurança durante a assistência
13 Setembro 2017

Sepse: um minuto pode salvar vidas

A sepse é a manifestação do organismo a uma doença infecciosa adquirida na comunidade ou dentro de um hospital.
13 Setembro 2016

Protocolos assistenciais gerenciados...

Rede Mater Dei de Saúde investe em protocolos assistenciais gerenciados para reconhecimento imediato de sepse.