Setembro Verde se dedica à conscientização e alerta para o câncer colorretal - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Previna-se contra o câncer de colorretal

O câncer colorretal é um dos tumores mais prevalentes na população.  De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Brasil é o segundo tumor mais comum nas mulheres e o terceiro nos homens, estimando-se mais de 36 mil novos casos para os anos de 2018 e 2019. Possui relevância epidemiológica mundial, por se tratar da quarta causa de morte por câncer em todo o mundo. 

Devido à grande incidência da doença, no mês de setembro é realizada a campanha Setembro Verde, cujo objetivo é conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer colorretal, o que resulta na maior possibilidade de cura.

O câncer de colorretal pode ser causado por fatores genéticos, em aproximadamente 5% dos casos, ambientais e relacionados ao estilo de vida. Outro fator de risco é a idade, principalmente a partir dos 50 anos. “A realização da colonoscopia está indicada a partir de 50 anos na população de risco habitual, mas a tendência é que esta indicação se antecipe para os 45 anos, como já é recomendado pela Sociedade Americana de Câncer.  Se há história familiar de câncer, doenças inflamatórias intestinais ou alguma síndrome genética a recomendação sobre a melhor idade para início do rastreio deve ser individualizada pelo médico assistente do paciente”, explica a oncologista do Hospital Integrado do Câncer Mater Dei, Gabriela Freitas Chaves. 

Segundo a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), a prevenção é feita através de simples hábitos como o baixo consumo de gordura, ingestão diária de fibras, verduras e frutas e a prática regular de exercícios físicos, além de se evitar a ingestão exagerada de álcool e o tabagismo. Recomenda-se que caso tenha sangramento anal, dor abdominal, alteração do hábito intestinal e emagrecimento subido não programado, procure um coloproctologista


RESPONSÁVEL:
Gabriela Freitas Chaves
CRM: 60232
Oncologista clínica do Hospital Integrado do Câncer Mater Dei

 

Publicado em: 11/09/2018

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Dicas

Posts Relacionados

02 Setembro 2016

Combate ao câncer infantojuvenil

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), atualmente estima-se que, em média, 70% das crianças atingidas pelo câncer podem ser curadas. Para isso, especialistas afirmam que a definição de um diagnóstico precoce é imprescindível.
04 Fevereiro 2019

Imunoterapia e câncer

Um novo tratamento tem ganhado grande relevância na oncologia, a imunoterapia. Além de ajudar diretamente o sistema de defesa do corpo humano, o tratamento atua em vias anômalas, que causam a progressão do câncer.
19 Fevereiro 2018

Câncer Infantojuvenil tem 80% de...

Principal causa de morte por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos, o câncer infantojuvenil representa 8% do total do índice de mortalidade de pessoas dessa faixa etária.