Neurologia da Rede Mater Dei de Saúde registra atendimento ágil a pacientes com AVC - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Cuidados com a Saúde » Prevenção e Cuidados » Neurologia da Rede Mater Dei de Saúde registra atendimento ágil a pacientes com AVC

Neurologia da Rede Mater Dei de Saúde registra atendimento ágil a pacientes com AVC

Saiba quando procurar um pronto-socorro
 

Uma em cada seis pessoas no mundo, independente de qualquer fator de risco, faixa etária, e sexo e nível social vai ter um AVC ao longo da vida. São dados da Organização Mundial da Saúde – OMS que, em parceria com a Federação Mundial de Neurologia, criou o Dia Mundial de Combate ao AVC, em 29/10, para alertar sobre tratamentos e prevenções da doença e engajar os profissionais da saúde a melhor orientar os pacientes sobre estes cuidados. No Brasil, o AVC já é a maior causa de morte.

O Serviço de Neurologia da Rede Mater Dei de Saúde aproveita a data e destaca os esforços em treinamentos e os investimentos em melhorias e tecnologia para garantir a rapidez no atendimento à vítima de Acidente Vascular Cerebral – AVC e, assim, diminuir os números desses dados alarmantes. A Rede, também, alerta a população sobre a importância de um pronto atendimento estruturado em uma instituição de referência para o desfecho clínico da vítima de AVC.

O neurologista e coordenador do Serviço de Neurologia do Mater Dei Santo Agostinho, Henrique Milhomem Martins, explica que “o AVC pode ser dividido em isquêmico ou hemorrágico. No primeiro caso, a lesão cerebral decorre da ausência de fluxo sanguíneo até à área afetada, devido a obstruções de determinada artéria, que pode ser causada por placa aterosclerótica ou êmbolos que se desprendem do coração e a ocluem. Já o AVC hemorrágico consiste no extravasamento de sangue para o interior do cérebro, ventrículos cerebrais ou espaço subaracnoideo, como consequência da ruptura de uma artéria. Tal ruptura pode se dar pelo aumento acentuado da pressão arterial, aneurismas cerebrais, malformações vasculares ou, até mesmo, espontaneamente”. O médico enfatiza que “é importante que as pessoas saibam, não somente os sintomas sugestivos de AVC, como, também, que o mesmo é uma urgência médica, devendo ser conduzido em ambiente hospitalar.

A Organização Mundial do AVC preconiza que a trombólise venosa seja feita, nos casos indicados, em até 60 minutos a partir da chegada do paciente no hospital, é o chamado Tempo Porta-agulha. Em 2015, a Rede Mater Dei de Saúde conseguiu atingir um tempo/médio inferior ao estipulado. “O indicador mede o tempo que o paciente demorou para receber o tratamento trombolítico desde sua entrada no hospital e a qualidade assistencial de toda equipe envolvida. Conseguimos uma média de 40 minutos em 2015 e estamos melhorando esta meta em 2016, com a constante qualificação dos profissionais responsáveis pelo atendimento e pela sistemática revisão de nossos protocolos e processos assistenciais”, conta o neurologista e coordenador do Serviço de Neurologia Mater Dei Contorno, Gustavo Daher.

Diante de quais sintomas procurar o Pronto-socorro?
  1. Fraqueza em um lado do corpo ou membro
  2. Desvio da comissura labial (“boca torta”) e dificuldade na fala
  3. Distúrbios visuais
  4. Instabilidade de marcha
  5. Tonteira
  6. Dor de cabeça súbita e intensa
  7. Perda ou redução da consciência.

Como reconhecer os sintomas?
O médico Henrique Milhomem conta que um teste comumente usado no Brasil é o SAMU (sorria, abrace, música, urgente). “É um teste simples e rápido de ser executado. Basta solicitar ao paciente que sorria (S), abrace (A) e pronuncie uma frase ou cante uma música (M). Caso seja observado que a boca encontra-se torta e/ou que os braços não se levantam adequadamente e/ou que o paciente não consegue pronunciar as frases adequadamente, o SAMU deve ser acionado, pois pode se tratar de um AVC, portanto uma urgência médica”, explica.

Fatores de risco: Idade avançada; hipertensão arterial; diabetes mellitus; colesterol elevado; tabagismo e consumo excessivo de bebidas alcoólicas, uso de drogas ilícitas; arritmias cardíacas; obesidade; sedentarismo; dieta rica em sal, frituras e carnes vermelhas.

Prevenção: “As formas de prevenção do AVC isquêmico consistem em se evitar fatores de risco e cultivar determinados hábitos de vida considerados saudáveis, principalmente, no que se refere a alimentação e atividades físicas”, comenta Henrique. Assim, o médico alerta que a prática regular de atividades físicas, aliada a uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, com estímulo ao consumo de carnes brancas em detrimento das carnes vermelhas, são fatores protetores. Em relação ao AVC hemorrágico, a prevenção dependerá da causa subjacente".
 
Diagnóstico: O neurologista Gustavo Daher, explica que “o diagnóstico é clínico e o médico identifica o comprometimento neurológico agudo que, dentro da história do paciente, leva a suspeita diagnóstica de um AVC agudo. O exame de tomografia computadorizada de crânio é mandatório para avaliar se é um AVC hemorrágico ou um AVC isquêmico”.

Por se tratar de uma emergência médica, na qual a chance de recuperação está diretamente ligada a rapidez assistencial, o Pronto-socorro do Mater Dei Contorno foi projetado para disponibilizar o diagnóstico mais rápido e suporte mais completo ao paciente vítima de AVC agudo. Além de possuir o aparelho de tomografia mais moderno do mercado, ele foi instalado dentro da área de urgência do pronto socorro, que conta, também, com uma estrutura assistencial completa e a presença do neurologista emergencista e de uma equipe de enfermagem capacitada e em constante processo de reciclagem.

Tratamento: Gustavo conta que a grande maioria dos AVCs agudos são isquêmicos (um vaso que leva sangue a uma parte do cérebro é obstruído por um coágulo). “Nestes casos, se o diagnóstico for rápido e a assistência médica for adequada, o paciente pode receber o tratamento trombolítico (um medicamento venoso que visa dissolver o coágulo e restabelecer o fluxo sanguíneo). Em situações em que este coágulo é muito grande e obstrui um vaso mais calibroso do cérebro, com menores chances do tratamento trombolítico ser bem-sucedido, é possível realizar uma intervenção endovascular, e o paciente é submetido ao cateterismo e o trombo é retirado do vaso de forma mecânica, por meio de um catéter especial”, esclarece o médico.

A Rede Mater Dei possui a medicação trombolítica disponível para uso imediato nos Prontos-socorros, com equipe médica e de enfermagem capacitada para seu uso. Nos casos em que há indicação de tratamento endovascular, em ambas as unidades há um suporte de hemodinâmica preparado para este atendimento.
 
O AVC sempre deixa sequelas?
De acordo com Gustavo, o AVC é a principal causa de sequela adquirida no paciente adulto. “Em algumas situações, ele pode ser de pequena proporção e não deixar sequela, mesmo sem um tratamento emergencial adequado. Mas, na grande maioria dos casos, a chance de se minimizar ou mesmo de se reverter qualquer consequência da doença só existe quando o tratamento emergencial é feito de forma rápida e adequada”.
 
“O Serviço de Neurologia da Rede está compilando os resultados obtidos com o tratamento dos pacientes, em especial os casos mais graves, que necessitaram de tratamento endovascular, para mostrar para a sociedade e para os planos de saúde a importância de uma assistência eficiente e qualificada e a economia que esta assistência gera, ao se evitar as sequelas e complicações desta grave doença, que ainda é a maior causa de morte e de incapacidade funcional no nosso país”, alerta o neurologista.
 
Prontos-socorros da Rede Mater Dei de Saúde
Mater Dei Santo Agostinho - Rua Gonçalves Dias, 2.700.
Mater Dei Contorno - Avenida do Contorno, 9000.


RESPONSÁVEIS:
Gustavo Daher
Neurologista
CRM: 40745

Henrique Milhomem
Neurologista
CRM: 35739

 

Publicado em: 28/10/2016

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Dicas

Termos relacionados AVC Neurologia pronto-socorro

Posts Relacionados

08 Fevereiro 2017

Mater Dei investe em melhorias a favor...

Rede Mater Dei de Saúde expande Pronto-socorro Ginecológico e Obstétrico e inaugura salas de admissão e acompanhamento de pacientes em trabalho de parto.
29 Setembro 2019

AVC e inteligência artificial

Saiba mais sobre o investimento pioneiro realizado pela Rede Mater Dei para atender com mais precisão e ampliar o tempo de recuperação do cérebro lesado de pacientes vítimas de Acidente Vascular Cerebral
26 Julho 2017

​A importância da assistência...

Rede Mater Dei de Saúde investe em capacitações para atendimento às vítimas de AVC