Imunoterapia e câncer - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Imunoterapia e câncer

Um novo tratamento tem ganhado grande relevância na oncologia, a imunoterapia. Além de ajudar diretamente o sistema de defesa do corpo humano, o tratamento atua em vias anômalas, que causam a progressão do câncer. Por isso, a abordagem mostra-se promissora e com ótimos resultados. Valéria Araújo Frossard tem 48 anos. Há cerca de quatro anos foi diagnosticada com câncer renal. “Eu levava uma vida normal e saudável, mas percebi alterações em minha rotina, sentia muito cansaço e fraqueza”, explica. Aconselhada por familiares a procurar um médico urologista, Valéria descobriu que o câncer estava em estágio avançado e com metástase - células de câncer advindas do seu câncer renal - no fígado e no pulmão. “Depois de 15 dias fiz uma cirurgia aberta para a retirada do rim, mas o tratamento não evoluiu como esperávamos. Fiquei muito mal, usava sonda pois não conseguia me alimentar. Decidi procurar novas opções”, ressalta.

Em tratamento no Hospital Integrado do Câncer Mater Dei (HIC) desde então, Valéria começou mais uma etapa em sua luta contra a doença recentemente. Após uso de medicamento-alvo por mais de três anos, Valéria iniciou, há cerca de seis meses, a imunoterapia. Para a paciente, os resultados da nova abordagem são positivos e em sua 6ª dose ela já se sente mais forte para continuar o tratamento. “Agora estamos torcendo para que, com a continuidade da imunoterapia, eu tenha muito sucesso. Sou muito grata a toda equipe, em especial ao Dr. Enaldo, que sempre busca novas alternativas de tratamento que gerem melhor resultado”, conclui Valéria.

A imunoterapia é uma das opções de tratamento que a Rede Mater Dei de Saúde traz para os seus pacientes e é um grande avanço da oncologia. “Os medicamentos utilizados no tratamento não atacam diretamente o câncer, mas ajudam o sistema de defesa do corpo humano a detectá-lo e agredi- lo. Geralmente, quando o câncer se instala no organismo, ele reprime e, praticamente, paralisa os mecanismos de defesa do corpo humano. Agora, com esses medicamentos, quem trata o câncer é o próprio sistema de defesa”, destaca o coordenador do HIC, Enaldo Melo de Lima.

A tecnologia faz parte de uma personalização e individualização do tratamento, buscado constantemente pela equipe que compõe o HIC, e que direciona o tratamento especificamente para um determinado paciente, adaptando-se às suas peculiaridades. Por isso, o processo de personalização de cada paciente é fundamental para a luta contra o câncer e se torna promissor na tentativa de cura da doença. “Individualizar. Essa é a palavra que rege qualquer abordagem clínica nos tratamentos atuais. E isso se torna possível quando existe integração de equipes de diversas especialidades. Essa integração traz benefícios para o paciente e para os profissionais”, explica Enaldo.

Acolhimento e tratamento multidisciplinar integrado
Criado há dois anos, o HIC aprimorou os serviços que já eram oferecidos pelo Centro de Oncologia da Rede e  teve como premissa principal o conceito de integração e acolhimento, com o objetivo de oferecer o tratamento individualizado. “A proposta foi trazer o paciente oncológico para o centro da atenção, proporcionando para ele todos os recursos avançados para o diagnóstico, tratamento clínico e cirúrgico, de forma que ele e sua família se sintam acolhidos durante todo o processo. Assim, concluiu-se um processo de organização e integração de uma estrutura moderna e equipes multidisciplinares”, explica o diretor de operações do Mater Dei Contorno, José Henrique Dias Salvador.

Formação de novos oncologistas
Além de ser referência no tratamento do câncer, o HIC contribui na formação de novos médicos. “Somos um dos maiores serviços de formação de profissionais em oncologia, não só em Minas, mas no país. Isso traz muito reconhecimento para quem participa disso, os preceptores, os coordenadores. Isso é muito gratificante, poder fazer o trabalho como um todo, numa área tão difícil que é a oncologia”, conclui Enaldo. 

Cirurgia robótica
Além da imunoterapia, o HIC conta com diversas tecnologias inovadoras que vêm gerando bons resultados. Uma delas é o robô Da Vinci Xi. Por meio dele, é possível realizar cirurgias complexas menos invasivas de forma mais precisa, o que traz maior segurança para os pacientes. Para os tratamentos oncológicos, a tecnologia se torna ainda mais relevante. O Da Vinci Xi possui braços que dão mais mobilidade e acesso a locais onde a mão humana não alcança - sendo importante nas cirurgias da pelve, abdome e tórax. Possui também o recurso de Firefly incorporado ao seu sistema, que aprimora as imagens em tempo real e, junto com mapeamento fluorométrico com indocyanina verde (ICG), permite que os cirurgiões tenham, além de uma visão privilegiada e avaliação com maior precisão da anatomia de vasos e estruturas do corpo humano, a possibilidade de fazer a biópsia de linfonodo sentinela. 

A Rede Mater Dei de Saúde é pioneira em Minas Gerais ao trazer o primeiro robô Da Vinci Xi, equipamento mais moderno do segmento e único em todo o estado.

PET-CT/PSMA
Outra tecnologia que merece destaque é o PET-CT, uma técnica de diagnóstico por imagem através de um equipamento híbrido, no qual é possível avaliar alterações metabólicas do organismo, fundindo as imagens de tomografia computadorizada (CT) com imagens de tomografia por emissão de pósitrons (PET). A tecnologia PET-CT instalada na Rede Mater Dei possui aparelho moderno com tomógrafo de 128 canais, de baixa dose de radiação, com capacidade de realização de exame para a oncologia em apenas 15 minutos. Além disso, conta com bomba de injeção do radioisótopo que permite cálculo mais fidedigno da dose injetada no exame de PET-CT. O setor dispõe também de tratamento para câncer de tireóide com radioiodo e tratamento de tumores neuroendócrinos com Lutécio.

O PET-PSMA é outro exame realizado por meio do PETCT.  Utilizado na identificação de câncer de próstata para auxiliar os médicos a identificarem se existem células cancerígenas em outras partes do corpo (metástases) ou, em alguns casos, em meio ao tecido normal da próstata. Além de diagnosticar os outros focos da doença, a tecnologia ajuda os especialistas a acompanharem a evolução do tratamento do câncer de próstata. Além desses equipamentos, os pacientes do HIC possuem um completo parque tecnológico à disposição para o tratamento oncológico, por meio da Medicina Diagnóstica Mater Dei.

Publicado em: 04/02/2019

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Novidades

Posts Relacionados

05 Outubro 2018

Global Cardio Oncology Summit in Tampa

A médica cardiologista e coordenadora do Serviço de Cardio-Oncologia da Rede Mater Dei de Saúde, Patrícia Tavares Felipe Marcatti, participou do Global Cardio Oncology Summit in Tampa, em que apresentou o trabalho “Cardio-Oncologia no Brasil: Um Retrato do...
01 Novembro 2017

Serviço de cardio-oncologia é aliado...

Para atuar no diagnóstico, prevenção, tratamento das doenças cardiovasculares e reduzir os riscos da cardiotoxicidade em pacientes oncológicos, a Rede Mater de Saúde possui o serviço de Cardio-oncologia.
10 Maio 2018

Mater Dei inaugura primeiro...

Com o intuito de oferecer o melhor atendimento aos pacientes oncológicos em tratamento do câncer de fígado, a Rede Mater Dei de Saúde inaugurou o primeiro ambulatório de nódulos hepáticos da rede privada de Minas Gerais.