Importância do controle da pressão arterial - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Controle da pressão arterial

Médica da Rede Mater Dei de Saúde explica sobre a doença, suas principais consequências e fatores de risco


Quando se fala em hipertensão arterial o primeiro vilão citado é o sal. Reduzir o consumo de sal é importante, mas não apenas como uma medida isolada. Dentre as principais complicações relacionadas a hipertensão estão a insuficiência cardíaca, a doença arterial coronária, o acidente vascular encefálico, a doença vascular periférica, a doença renal crônica e alterações oftalmológicas como a retinopatia hipertensiva.

Um conjunto de medidas podem contribuir para a redução da pressão arterial. "O sucesso da redução da pressão arterial depende da adoção de um plano alimentar saudável, além do controle de peso, prática de atividade física, não fumar, reduzir o consumo de álcool, controlar o estresse, entre outros. Especialmente em relação às medidas nutricionais, o aumento do consumo de frutas, hortaliças e laticínios com baixo teor de gordura e redução da ingestão de carne vermelha, doces e açúcar é fundamental, sendo o limite de consumo diário de sal de 2,0g", explica a coordenadora da cardio-oncologia do Hospital Integrado do Câncer Mater Dei, a médica Patrícia Tavares.

Estudos mostram que a hipertensão é responsável por até 45% das mortes cardíacas e 51% das mortes decorrentes de acidente vascular encefálico. “Os fatores de risco para desenvolvimento da hipertensão podem ser divididos em fatores modificáveis e não modificáveis. Dentre os fatores que não podemos modificar estão a idade, a etnia e o histórico familiar. E dentre aqueles que podemos e devemos modificar para prevenir a elevação da pressão arterial estão a obesidade, o sedentarismo, o tabagismo, o consumo abusivo de sódio e álcool e o estresse emocional”, finaliza a médica. 


RESPONSÁVEL:
Patrícia Tavares

Coordenadora da cardio-oncologia do Hospital Integrado do Câncer Mater Dei
CRM-MG: 54619

Publicado em: 26/04/2017

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Atividade física

Termos relacionados Hipertensão Sódio Cardiologia

Posts Relacionados

11 Setembro 2018

Congresso Mineiro de Cardiologia

Aplicação da Ciência à Prática Clínica. Esse foi o tema principal da programação do Congresso, que aconteceu entre os dias 09 e 11 de agosto. O evento contou com a ampla participação de médicos do Serviço de Cardiologia da Rede.
12 Junho 2018

Você sabia? Crianças também têm...

As consequências da cardiopatia congênita são diversas e heterogêneas, dependem do tipo de má formação. Quando não é corrigida, pode evoluir para dilatação e fraqueza do coração, arritmias cardíacas e problemas pulmonares irreversíveis.
08 Agosto 2016

Dicas Mater Dei de prevenção e...

Cerca de 90% das pessoas que possuem doença coronariana, como infarto ou angina de peito, apresentam um ou mais fatores de risco que podem ser modificados, dentre eles o colesterol alto.