Bruxismo: o que você sabe sobre ele? - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Bruxismo: o que você sabe sobre ele?

Mais Saúde Mater Dei disponibiliza aos pacientes atendimento ambulatorial e conduz aos exames necessários para diagnóstico e controle do hábito


Bruxismo é um hábito oral muito comum na população em geral, atingindo homens e mulheres de todas as idades. Trata-se de uma atividade repetitiva da musculatura mastigatória, caracterizada pelo apertamento e rangimento dos dentes e/ou pelo ato de segurar ou empurrar a mandíbula. O comportamento pode ocorrer de maneira voluntária ou involuntária com o paciente consciente ou inconsciente, enquanto a pessoa está acordada (Bruxismo em vigília - BV) ou durante o sono (Bruxismo do sono – BS). Cada manifestação apresenta características fisiopatológicas e tratamentos distintos.

De acordo com o Eduardo Januzzi, cirurgião dentista da Rede Mater Dei de saúde especializado em Disfunções Temporomandibulares - DTM e Dor Orofacial - DOF, “o Bruxismo em vigília atinge cerca de 20% da população e, usualmente, se apresenta como um apertamento ou encostar dos dentes (mantê-los encostados) durante o dia. Já o Bruxismo do sono é uma disfunção de movimento relacionada ao sono caracterizado pelo ranger e/ou apertar os dentes durante o sono, usualmente, associado a um microdespertar”. O especialista afirma que o “BS é inversamente proporcional à idade. Ou seja, na infância é mais presente (20%), diminuindo na idade adulta (8%) e, ainda, tendo uma menor incidência na terceira idade (3%).

Além disso, o Bruxismo também pode ser classificado em primário ou secundário. O cirurgião dentista explica que o primário não está associado a nenhuma condição patológica, já o secundário é consequência de patologias neurológicas ou psiquiátricas, tais como doença de Parkinson, depressão ou esquizofrenia, ou então quando é um efeito secundário de medicações, como alguns antidepressivos seletivos da serotonina (Ex: Fluoxetina, sertralina, dentre outros).

Tratamento do Bruxismo na Rede Mater Dei de Saúde
Segundo o especialista Eduardo Januzzi, “para a identificação dos sinais e sintomas do Bruxismo é indispensável que seja realizado um minucioso exame clínico a fim de permitir um diagnóstico clínico correto”.

O Mais Saúde Mater Dei tem atendimento ambulatorial com equipe capacitada para o controle e tratamento dos pacientes com Bruxismo, oferecendo prioridade nos exames complementares e com o suporte de hospital geral para os casos mais avançados e de difícil controle.

O Serviço tem o suporte do Mater Dei Medicina Diagnóstica, o que facilita a marcação de todo tipo de exames complementares necessários para o diagnóstico desse hábito, como a Polissonografia, a Ressonância Magnética e a Tomografia computadorizada. O odontólogo conta que “a Rede, ainda, coloca à disposição dos profissionais da saúde capacitações e todos os recursos necessários para que eles estejam preparados para receber e conduzir o diagnóstico e o tratamento dos pacientes com o que há de mais atual e de referência na área”.

Causas
Eduardo Januzzi afirma que ainda existem diversas discussões em torno dos motivos que desencadeiam o Bruxismo, pelo fato da sua fisiopatologia ser uma questão complexa e, muitas vezes, controversa. Porém, existe o consenso de vários especialistas da área de que a sua causa é multifatorial pode estar ligada a fatores etiológicos, psicológicos, ocupacionais, hereditários, entre outros. O especialista aponta ainda que o hábito pode ser associado ao etilismo, tabagismo, uso de drogas como a cocaína, ingestão de cafeína de forma excessiva, anfetamina.

Sinais e Sintomas
Entre os principais sinais estão o desgaste nos dentes, ranger dos dentes; esmalte dental desgastado; aumento da sensibilidade dentária; dor na musculatura mastigatória ou facial, na articulação temporomandibular - ATM, dor de cabeça; e rugosidades na língua. O odontólogo conta que “relatos de sono ruim, ronco e apneia também devem ser investigados e considerados, na elaboração do diagnóstico.

Momento ideal para procurar ajuda médica
O momento ideal para procurar o tratamento é assim que o paciente identificar ou perceber algum dos sinais/sintomas. “O diagnóstico precoce minimiza muito os seus efeitos deletérios e aumenta a chance de controle do Bruxismo com medidas mais conservadoras ou, mesmo em casos mais complexos, um menor dano à saúde do paciente”, afirma Eduardo.

Tratamento
O tratamento, de acordo com o especialista, depende muito do diagnóstico da sua causa, pois não existe um tratamento único e definitivo para a condição. “No momento de iniciar um tratamento, seja Bruxismo primário ou secundário, os profissionais procuram estabelecer medidas de orientações e controle. Entre elas, estão programas que possam envolver o uso de fármacos, programas de educação, orientação e conscientização do paciente, medidas de higiene do sono, fisioterapia, placas oclusais, toxina botulínica em casos de difícil controle, etc. Se for notada alguma associação do Bruxismo com outras patologias como disfunção temporomandibular, cefaleias e distúrbios do sono, o especialista afirma que fazer uma abordagem interdisciplinar pode levar ao sucesso no tratamento”.

Mais Saúde Mater Dei: (31) 3339-9595.


RESPONSÁVEL:
Eduardo Januzzi
Cirurgião dentista
CRM: 14193
 

Publicado em: 21/11/2016

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Doenças infantis

Posts Relacionados

28 Setembro 2016

Sala híbrida – Mais conforto,...

A Sala Híbrida insere a alta qualidade da imagem obtida no laboratório de intervenção cardiovascular dentro de um ambiente com condições ideais para uma cirurgia convencional.
15 Março 2017

Incontinência Urinária em Mulheres

A grande maioria, senão todas as mulheres, irão ter ou tiverem algum episódio de perda de urina involuntária. Quando as perdas impactam as atividades sociais, sexual ou familiares, é hora de procurar um especialista.
11 Agosto 2017

​Núcleo Integrado da Próstata (NIP)...

Pacientes com suspeita ou já diagnosticados com câncer de próstata contam, agora, com atendimento multidisciplinar e integrado em Belo Horizonte específico para esse tratamento.