Crianças também têm problemas cardíacos - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Cuidados com a Saúde » Gravidez e Bebê » Você sabia? Crianças também têm problemas cardíacos

Você sabia? Crianças também têm problemas cardíacos

Um a cada 100 bebês nascidos vivos pode ter a má formação

 
Cansaço para mamar, suor na cabeça, pele fria e pegajosa, tom azulado em torno dos lábios e baixo ganho de peso são alguns sintomas de cardiopatia congênita em bebês. Nas crianças maiores, palpitação, dor no peito, cansaço para brincar, palidez e desmaio podem sinalizar a patologia.
São chamadas de cardiopatia congênita qualquer anormalidade anatômica ou funcional do coração que surge no período fetal, enquanto o coração está sendo formado. “A incidência é de um caso para 100 bebês nascidos vivos. Nas crianças com Síndrome de Down, esse número é oito vezes maior. O sopro pode estar presente em todas as faixas etárias, mas é importante enfatizar que metade das crianças que têm sopro não tem cardiopatia congênita”, explica a médica Marina Pinheiro Rocha Fantini, coordenadora da cardiologia pediátrica da Rede. 
 
As consequências são diversas e heterogêneas, dependem do tipo de má formação. Quando não é corrigida, pode evoluir para dilatação e fraqueza do coração, arritmias cardíacas e problemas pulmonares irreversíveis. 
 
Diagnóstico intrauterino
É sabido que o diagnóstico precoce auxilia no tratamento das doenças, de um modo geral. Com a cardiopatia congênita não é diferente. 
O Ecocardiograma fetal, disponibilizado no Mater Dei Santo Agostinho, pode indicar a má formação com o bebê ainda no útero. “É importante pois existem algumas indicações para começar o tratamento ainda nesse período ou, caso seja necessário realizar o procedimento cirúrgico, deixar equipes e infraestrutura preparadas para a operação já nos primeiros dias de vida”, explica a médica Lilian Zardini, cardiologista pediátrica e ecocardiografista pediátrica e fetal da Rede. 
 
Para a preparação procedimento, a médica reforça que o planejamento durante o parto é importante. “Com o diagnóstico prévio, já é orientado à mãe a escolha de um hospital que ofereça a estrutura para a cirurgia logo nos primeiros dias, evitando o transporte do recém-nascido. Também diminui o tempo entre a internação e a cirurgia e diminui a mortalidade no pós-operatório”, explica. 
 
Além do Ecocardiograma fetal, a Rede conta com completo parque tecnológico que podem ser utilizados no diagnóstico da cardiopatia congênita. São aparelhos de medicina diagnóstica com alta tecnologia, baixa resolução e grande nitidez de imagens: 
  1. Ecocardiograma fetal
  2. Ecocardiograma transtorácio e em breve, ecocardiograma transesofágico
  3. Cateterismo cardíaco para diagnóstico e tratamento 
  4. RNM (Ressonância Nuclear Magnética) cardíaca para todas as idades
  5. Holter
  6. Teste Ergométrico Infantil
  7. Teste de Esforço Cardiopulmonar Infantil (Ergoespirometria)
  8. Angio Tomografia
  9. Estudo Eletrofisiológico
 
Além dos exames, a Rede oferece:
  1. Por meio do Mais Saúde Mater Dei, a Rede oferece atendimento ambulatorial de cardiologia, direcionado para pacientes portadores de cardiopatias congênitas e adquiridas, pacientes em período pré e pós-operatório, risco cirúrgico, avaliação para prática esportiva, reabilitação cardíaca;
  2. Bloco cirúrgico e CTI pediátrico montados com os equipamentos mais modernos e seguros;
  3. Equipe multidisciplinar especializada composta por cirurgião cardíaco, anestesista, cardiologista pediátrico, intensivista, ecocardiografista e hemodinamicista; 
  4. Maternidade quaternária: obstetra especializado, cardiologista pediátrico na sala de parto, vaga reservada em CTI pediátrico, diagnóstico pós-natal confirmado em menos de 1 hora após o parto.
  5. Destaca-se, ainda, que só Rede Mater Dei de Saúde oferece uma moderna Sala Híbrida em que é possível realizar procedimentos cirúrgicos e percutâneos ao mesmo tempo. 


RESPONSÁVEL:
Liliam Rocha Zardini
CRM: 45476
Cardiologista pediátrica e ecocardiografista pediátrica e fetal da Rede Mater Dei de Saúde


Publicado em: 12/06/2018

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Cuidados com o bebê

Posts Relacionados

02 Setembro 2016

Combate ao câncer infantojuvenil

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), atualmente estima-se que, em média, 70% das crianças atingidas pelo câncer podem ser curadas. Para isso, especialistas afirmam que a definição de um diagnóstico precoce é imprescindível.
02 Março 2018

Diretrizes de atendimento

A Rede Mater Dei de Saúde informa que a mensagem com orientações para os funcionários do Hospital sobre o atendimento de pacientes de grande expressão pública não foi emitida pela direção da Rede.
14 Julho 2017

Profilaxia de Tromboembolismo Venoso...

O Tromboembolismo Venoso (TEV), com a consequente embolia pulmonar, é a causa de morte evitável mais comum em pacientes hospitalizados. A prevenção consiste em avaliar o risco e indicar a profilaxia adequada ao paciente.