​Saúde do homem e infertilidade masculina - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Cuidados com a Saúde » Gravidez e Bebê » ​Saúde do homem e infertilidade masculina

​Saúde do homem e infertilidade masculina

Estima-se que, atualmente, de 8% a 15% dos casais sejam inférteis. Desses, 40% tem como o fator feminino como causa da infertilidade, 40% fator masculino e em 20% dos casos há uma contribuição do homem e da mulher. Por mais que as causas de infertilidade dos casais estejam igualmente relacionadas a disfunções masculinas e femininas, historicamente, a avaliação do casal infértil se concentra quase que exclusivamente sobre a mulher.

Pesquisa recente feita pelo Ministério da Saúde mostrou que quase um terço dos homens brasileiros não tem o hábito de frequentar serviços de saúde para acompanhar seu estado de saúde e buscar auxílio sobre a prevenção de doenças e qualidade de vida. Entre os participantes, 80% tinham entre 20 e 39 anos, ou seja, estão em idade fértil. O resultado da busca tardia pelos serviços de saúde faz com que os homens vivam, em média, sete anos a menos que as mulheres.

Os estudos recentes mostram que homens em idade reprodutiva procuram os serviços de fertilidade duas vezes menos que as mulheres. Marcelo Horta Furtado, médico do Centro de Reprodução Humana Mater Dei, explica que mesmo quando os casais procuram ajuda especializada em reprodução humana, em quase um terço das vezes o homem é rotineiramente deixado de ser avaliado. “Isso é uma fonte de preocupação, uma vez que a causa da infertilidade pode estar ligada a um risco aumentado de doenças importantes, como câncer e doenças crônicas, que provavelmente serão diagnosticadas mais tardiamente ou não diagnosticadas”, enfatiza o especialista.

Atualmente há um consenso por parte dos especialistas da área da saúde que acreditam, baseados em pesquisas e estudos, que a fertilidade atual de um homem é afetada pela sua saúde por seus hábitos de vida. “Comprovadamente, homens com problemas de fertilidade, mesmo relativamente jovens, têm uma prevalência aumentada de problemas de saúde”, afirma Marcelo Furtado. 

Homens com infertilidade, geralmente, apresentam baixos níveis de testosterona, o que está associado a problemas sexuais e de saúde como a diabetes e doença cardiovascular. Uma redução de 65% da fecundidade é observada em homens diabéticos. Além disso, estudos mostram que a infertilidade está relacionada a maior incidência de infarto do miocárdio, doenças cardíacas não isquêmicas, hipertensão arterial, doenças gênito-urinárias, demência, doenças da pele e desordens endócrinas. Obesidade também é um fator que está associado à infertilidade tanto masculina quanto feminina.


RESPONSÁVEL:
Marcelo Horta Furtado

Urologista do Centro de Reprodução Humana Mater Dei
CRM-MG: 
22308

Publicado em: 29/12/2017

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Atividade física

Posts Relacionados

29 Dezembro 2017

​Saúde do homem e infertilidade...

Atualmente há um consenso por parte dos especialistas da área da saúde que acreditam, baseados em pesquisas e estudos, que a fertilidade atual de um homem é afetada pela sua saúde por seus hábitos de vida.
11 Dezembro 2017

Quando devo procurar um especialista em...

A decisão de procurar um especialista em reprodução humana deve ser tomada assim que o quadro de infertilidade for identificado.
04 Novembro 2016

Como funcionam os tratamentos...

O Centro de Reprodução Humana da Rede Mater Dei de Saúde é constituído com o que há de mais avançado em tecnologia de reprodução assistida.