Podemos engravidar a qualquer momento? - REDE MATER DEI DE SAÚDE

Podemos engravidar a qualquer momento?

Com a evolução dos tempos, notamos que as mulheres adiam os planos de ter um filho e, cada vez mais, engravidam em idade mais avançada. No passado, a idade média para o primeiro filho era em torno dos 20 anos, atualmente é em torno dos 30. Isso ocorre por diversas razões. Após os anos 60, com o advento dos contraceptivos, as mulheres passaram a ter controle da natalidade. Hoje, um em cada cinco nascimentos ocorre em mulheres acima dos 35 anos. O que pode estar associado ao adiamento da maternidade em prol da vida profissional, com a falsa ideia de que a idade não interfere em seu futuro reprodutivo.

A fertilidade do ser humano já é naturalmente baixa. Para se ter uma ideia, uma mulher até os 35 anos apresenta uma chance de engravidar em um ciclo menstrual em torno de 20%. Aos 40 anos, essa chance já está reduzida para em torno de 5%. Mesmo que essa mulher tenha uma vida saudável e não tenha problema de saúde, a chance de gravidez permanece baixa. O relógio biológico do ovário é implacável.

Mas o que esse adiamento da maternidade pode acarretar? As mulheres nascem com o número total de óvulos já definido. Ao longo de sua vida, não há produção de novos óvulos. Pelo contrário, a quantidade e a qualidade dos óvulos reduzem progressivamente, com o declínio mais acentuado a partir dos 35 anos. Essa diminuição na quantidade e qualidade dos óvulos acarreta uma redução importante na fertilidade feminina. Ou seja, a cada ano que se posterga a maternidade, diminui a chance de a mulher engravidar.

Além da redução da qualidade dos óvulos, o que gera uma menor taxa de gravidez, o avanço da idade ocasiona uma maior incidência de patologias que interferem na gestação, tais como miomas, pólipos e endometriose, além de aumentar a taxa de abortamento e risco de má formação e doenças genéticas.

Portanto, com o avançar da idade, existem alguns limites biológicos para se engravidar, mesmo em mulheres saudáveis. Mas, os avanços nas técnicas de reprodução assistida nos permitem algumas estratégias para ajudar as mulheres e casais a conseguirem alcançar uma gravidez. Porém, a melhor estratégia ainda é tentar não adiar a primeira gravidez para além de 35 anos de idade.

A partir de 2013, o Conselho Federal de Medicina adotou novas normas éticas para a utilização das técnicas de reprodução assistida, definindo a idade máxima de 50 anos para a realização de qualquer tipo de tratamento para engravidar.

O Centro de Reprodução Humana da Rede Mater Dei de Saúde oferece serviços de alta qualidade técnica e focado na segurança do paciente, como fertilização in vitro, transferência embrionária, pesquisa genética em embriões, congelamento e descongelamento de embriões, técnicas de preservação da fertilidade como congelamento de óvulos e sêmen, avaliação completa e especializada em andrologia, indução da ovulação com coito programado, inseminação artificial ou intrauterina. O atendimento é feito, exclusivamente, pela equipe médica e assistencial da Rede.

RESPONSÁVEL:
Rívia Mara Lamaita
Ginecologista, obstetra e especialista em Reprodução Humana
CRM-MG:28859


Publicado em: 19/12/2016

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Dicas

Termos relacionados Gravidez Reprodução Humana Idade

Posts Relacionados

28 Setembro 2016

O uso prolongado de anticoncepcionais...

Estudos recentes revelam que o uso de anticoncepcionais por vários anos não reduz a fertilidade feminina. Um dos estudos avaliou mais de 3000 mulheres que usaram anticoncepcionais por vários anos em relação as que usaram por curtos períodos.
24 Setembro 2019

Programa "Uma vida, uma...

Até hoje, mais de 25 mil mudas foram plantadas em parques e canteiros espalhados pela região metropolitana de Belo Horizonte através do programa
24 Novembro 2016

Esclarecendo sobre ovodoação

O Centro de Reprodução Humana da Rede Mater Dei de Saúde é constituído com o que há de mais avançado em tecnologia de reprodução assistida.