​O impacto da obesidade na fertilidade masculina - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Cuidados com a Saúde » Gravidez e Bebê » ​O impacto da obesidade na fertilidade masculina

​O impacto da obesidade na fertilidade masculina

A obesidade é responsável por desencadear diversas doenças e, atualmente, se tornou uma questão de saúde pública. A obesidade em homens em idade reprodutiva quase triplicou nos últimos 30 anos e coincide com um aumento na infertilidade masculina em todo o mundo. Há, agora, evidências emergentes de que a obesidade dos homens causa um impacto negativo no potencial reprodutivo masculino.

A embriologista do Centro de Reprodução Humana Mater Dei, Bruna Oliveira, explica que em quatro de cada dez casos estão relacionados diretamente com o homem e o seu estilo de vida pode reduzir bastante a qualidade dos espermatozoides produzidos. A obesidade, entre outros fatores, está associada a uma maior incidência de infertilidade masculina. “Apesar do homem manter sua fertilidade por mais tempo que as mulheres, o estilo de vida pode reduzir bastante a qualidade dos espermatozoides produzidos” salienta a especialista.

Os resultados de vários estudos apontam para um aumento de parâmetros anormais do sêmen em homens acima do peso e um elevado risco para infertilidade em casais em que o parceiro masculino é obeso. A obesidade é, portanto, associada a uma maior incidência do fator de infertilidade masculina. 

Diversos mecanismos podem explicar o efeito da obesidade sobre a infertilidade masculina, como através da indução de apneia do sono, alterações nos perfis hormonais (andrógeno acompanhados com elevados níveis de estrogênio), aumento da temperatura escrotal e sêmen com parâmetros prejudicados (diminuição da contagem total de espermatozoides; concentração e motilidade; e índice maior de fragmentação do DNA).

Segundo o urologista do Centro de Reprodução Humana Mater Dei, Marcelo Horta, com a clara relação entre obesidade e infertilidade masculina é preciso que mais homens se conscientizem e possam ter maiores chances de alcançar a tão sonhada paternidade. “Quando uma pessoa está obesa, o organismo fica sobrecarregado e uma série de problemas é desencadeada, comprometendo a saúde reprodutiva de homens e mulheres”, ressalta Marcelo Horta. 

O excesso de peso não é resultado somente da má alimentação, mas também do patrimônio genético da pessoa, de aspectos econômicos e ambientais, dos hábitos de vida e do metabolismo individual (que é a maneira como o organismo processa as substâncias químicas, como os alimentos ingeridos, com o intuito de gerar energia e manter o equilíbrio interno). Para garantir o emagrecimento com saúde, é importante fazer o acompanhamento com uma equipe multidisciplinar. A ajuda especializada para auxiliar na perda de peso gradual tem se mostrado muito eficiente na recuperação da fertilidade de homens com sobrepeso ou obesos
 

Centro de Reprodução Humana Mater Dei

Agende a sua consulta com os nossos especialistas:
 (31) 3339-9495 ou (31) 9 99691507 (WhatsApp)


RESPONSÁVEIS:
Marcelo Horta Furtado
Urologista do Centro de Reprodução Humana Mater Dei
CRM-MG:  22308

Bruna Oliveira Martins
Embriologista do Centro de Reprodução Humana Mater Dei
CRBM 8884/3


Publicado em: 19/04/2018

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Gestação

Posts Relacionados

22 Fevereiro 2016

Endometriose e infertilidade

A endometriose é uma doença crônica que exige cuidado contínuo por causa da ausência de cura e do retorno dos sintomas uma vez interrompido o tratamento.
28 Setembro 2016

É possível medir quanto “tempo de...

Não há exame capaz de medir a fertilidade feminina, muito menos “quanto tempo fértil a mulher ainda possui”.
20 Fevereiro 2018

Infertilidade conjugal: quando e o que...

Casais com dificuldade de engravidar devem procurar um especialista depois de passado um ano de relações desprotegidas que não resultaram em gravidez.