Alergia a medicamentos: trabalho publicado por médica da Rede Mater Dei evidencia importância da dessensibilização para eficácia do tratamento - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Notícias Institucionais » Alergia a medicamentos: trabalho publicado por médica da Rede Mater Dei evidencia importância da dessensibilização para eficácia do tratamento

Alergia a medicamentos: trabalho publicado por médica da Rede Mater Dei evidencia importância da dessensibilização para eficácia do tratamento


Em outubro de 2021, ocorreu de maneira virtual o XLVIII Congresso Brasileiro de Alergia e Imunologia, evento que teve como tema a “Biodiversidade e Doenças Imunoalérgicas”. Foram publicados na Revista da Sociedade Brasileira de Alergia e Imunologia, em conjunto com a Sociedade Latino americana de Alergia e Imunologia, diversos pôsteres eletrônicos com temas livres. 

A médica alergista do Serviço de Alergia da Rede Mater Dei de Saúde e titular da Sociedade Brasileira de Alergia e Imunologia, Lilian Barbosa de Carvalho, publicou em parceria com os professores titulares do Departamento de Alergia e Imunologia da USP um pôster com o tema “Hipersensibilidade a Medicamentos”. 

O trabalho tem como título “Anafilaxia após carboplatina intra arterial: o desafio da dessensibilização” e apresenta o caso clínico inédito de anafilaxia ao medicamento carboplatina de uma paciente diagnosticada com retinoblastoma bilateral com apenas 3 meses de vida. 

No artigo os autores destacam que o trabalho apresenta e descreve um “caso inédito de anafilaxia à carboplatina com necessidade de receber o quimioterápico na artéria oftálmica. Não há protocolo único de dessensibilização, mas alguns princípios, como taxa de incremento da dose entre os passos e tempo de infusão, devem ser observados, tornando inviável a realização do procedimento por via arterial. A dessensibilização por via endovenosa permitiu administrar a QTIA com êxito.” 

Dessa forma, a realização do procedimento que era inviável por via arterial devido a hipersensibilidade ao medicamento quimioterápico se tornou viável após dessensibilização, trazendo maior efetividade ao tratamento da jovem paciente que foi curada do câncer. 

A médica afirma que “o pôster evidencia como a dessensibilização de pacientes que possuem alergia a algum medicamento  pode contribuir para a eficácia do tratamento e cura do paciente. Os métodos de investigação estão disponíveis no hospital Mater Dei e devem ser realizados pelo Alergologista.” 
  • Confira mais trabalhos científicos produzidos pelo nosso corpo clínico na página exclusiva do Mater Dei Científico


 

Publicado em: 17/11/2021

Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Termos relacionados alergia congresso oncologia

Posts Relacionados

08 Novembro 2021

Saiba quais são os principais tipos de...

Estes também são os tipos de câncer mais comum na população masculina, que tem muitos casos agravados devido à negligência na procura por ajuda médica e tratamento precoce, além de preconceitos comuns do sexo masculino. Conheça os tipos de câncer mais...
17 Novembro 2021

Alergia a medicamentos: trabalho...

Em outubro de 2021, ocorreu de maneira virtual o XLVIII Congresso Brasileiro de Alergia e Imunologia, evento que teve como tema a “Biodiversidade e Doenças Imunoalérgicas”. Foram publicados na Revista da Sociedade Brasileira de Alergia e Imunologia, em conjunto...
20 Outubro 2016

Outubro Rosa: Hospital Integrado do...

A Campanha Outubro Rosa é um movimento internacional que alerta sobre o câncer de mama e a importância da detecção precoce da doença. A Rede Mater Dei de Saúde apoia essa iniciativa e oferece às suas clientes toda a estrutura para diagnóstico, tratamento e...