Adryan e sua história de motivação para enfrentar um tipo raro de câncer - REDE MATER DEI DE SAÚDE
Sobre o Mater Dei » Fique por dentro » Notícias Institucionais » Adryan e sua história de motivação para enfrentar um tipo raro de câncer

Adryan e sua história de motivação para enfrentar um tipo raro de câncer


Com apenas 16 anos de idade, Adryan Lima foi surpreendido com o diagnóstico de um tipo raro de câncer, o Sarcoma Sinovial, que causa neoplasia em alguns tecidos, como ossos, músculos e partes flexíveis, ocorrendo geralmente em braços e pernas. Apesar do medo, o paciente iniciou o tratamento precocemente em busca dos melhores resultados.  

Para passar por todo esse período, Adryan contou com o apoio de sua mãe, Helimeire Lima, que não mediu esforços para atenuar o momento pelo qual o filho vivia. “O Adryan é um milagre de Deus, porque ele corria o risco de perder o movimento das mãos, mas a última cirurgia se mostrou um sucesso, mas por precaução, devido às recidivas, os médicos decidiram iniciar a quimioterapia, o que causou uma apreensão inicialmente”, conta ela.

Além do apoio da mãe, o processo de tratamento quimioterápico foi atenuado pelas amizades que Adryan fez com a equipe médica, de enfermagem e pacientes do HIC - Hospital Integrado do Câncer. “O começo é sempre bem difícil, mas depois a gente vai acostumando e eu fiz muitos amigos aqui, e foi isso que me ajudou a passar por tudo”, relata o paciente.  

Helimeire reforça que o apoio da equipe assistencial realmente foi essencial para o resultado do tratamento do filho. “O medo foi embora porque chegamos e tivemos todo o suporte das equipes, desde a portaria, pronto-socorro até a oncologia, que nos auxiliavam a todo momento, inclusive pelo WhatsApp. Isso foi essencial no tratamento e recuperação do Adryan, porque nos sentíamos acolhidos.” 

#UmDiaPorVez

Para incentivar ainda mais o tratamento e a recuperação do Adryan, Helimeire usou a hashtag #UmDiaPorVez, para evidenciar as vitórias diárias em busca da recuperação total. Além disso, mãe e filho também passaram a celebrar cada nova etapa.  
“Eu queria deixar uma mensagem para quem está no início do tratamento de quimioterapia, que o importante é nunca desistir.  É importante sempre termos fé e pensar que um dia tudo isso vai acabar, foi esse pensamento que me ajudou. Quando passava uma semana, eu comemorava e falava ‘agora faltam só três’, e assim por diante. É importante também beber muita água para atenuar os efeitos do procedimento”, finaliza Adryan.
 

 

Publicado em: 26/04/2021

Os campos marcados em vermelho são obrigatórios


Enviando Mensagem. Aguarde...
Verifique os campos de preenchimento obrigatórios
Obrigado. Sua solicitação foi enviada com sucesso!
Este conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado pelo feedback. Sua opinião nos ajuda a criar um site melhor a cada dia.

Este post é sobre Notícias institucionais

Posts Relacionados

17 Maio 2021

Alterações cardiovasculares no pós...

É sabido que a infecção pelo coronavírus é mais grave em alguns grupos de risco, dentre eles os pacientes portadores de doenças cardiovasculares. Porém, observa-se que, mesmo em pacientes sem comorbidades prévias, a COVID-19 pode levar a alterações...
10 Maio 2021

Feridas agudas ou crônicas podem ter...

A Oxigenoterapia Hiperbárica é uma modalidade terapêutica na qual o paciente inala oxigênio puro em uma pressão maior que a pressão atmosférica normal, dentro de uma câmara hermeticamente fechada.
07 Abril 2021

Mater Dei Santo Agostinho inaugura nova...

Reforçando o compromisso com a qualidade pela vida, o serviço de Hemodinâmica da Rede Mater Dei passou por uma revitalização completa que abrange não apenas a reforma de sua estrutura física, que oferece ao paciente ainda mais conforto e praticidade, mas também...